Início Luxemburgo Greve dos oficiais de justiça volta a adiar leitura do acórdão do...

Greve dos oficiais de justiça volta a adiar leitura do acórdão do processo E-toupeira

48
0
O ex-assessor jurídico do Benfica Paulo Gonçalves (C), um dos arguidos no processo e-Toupeira, à chegada para a leitura de sentença do caso E-toupeira, Campus de Justiça, Lisboa, 20 de fevereiro de 2023. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

A leitura do acórdão do julgamento do processo E-toupeira voltou hoje a ser adiada pela segunda vez em menos de um mês devido à greve dos funcionários judiciais, confirmaram os arguidos à saída do tribunal.

A decisão do coletivo de juízes do processo que tem como arguidos o ex-assessor jurídico do Benfica Paulo Gonçalves e os funcionários judiciais José Augusto Silva e Júlio Loureiro estava marcada para as 14:00 de hoje, mas a ausência de oficiais de justiça ditou novo adiamento da leitura do acórdão, depois de ter sido adiada pelo mesmo motivo no passado dia 25 de janeiro.

A divulgação da decisão do tribunal relativamente ao processo E-toupeira já sofreu vários adiamentos, uma vez que a leitura do acórdão esteve anteriormente marcada para 04 de novembro de 2022 e foi sucessivamente adiada para os dias 09, 23 e 25 de janeiro e, por último, para hoje, 20 de fevereiro.

Publicidade
Artigo anteriorMariza, Pedro Abrunhosa e Bárbara Bandeira nas celebrações dos 70 anos de Imigração Portuguesa para o Canadá
Próximo artigoLC: Árbitro sérvio Srdjan Jovanovic vai dirigir o Inter Milão-FC Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui