Início Desporto Futebol Gonçalo Guedes feliz por “voltar a casa” para representar o Benfica

Gonçalo Guedes feliz por “voltar a casa” para representar o Benfica

31
0
Foto: SL Benfica

O futebolista internacional português Gonçalo Guedes não escondeu a “felicidade enorme” de “voltar a casa” para representar o Benfica, clube em que se formou, por empréstimo dos ingleses do Wolverhampton até ao fim da época 2022/23.

“É uma felicidade enorme voltar a casa, ao sítio onde me criei. Estou muito feliz e espero que todos os benfiquistas também estejam. Isto, para mim, é muito importante, voltar a casa é sempre muito bom”, disse Gonçalo Guedes, em declarações publicadas hoje no sítio oficial do Benfica na Internet.

O líder isolado da I Liga portuguesa anunciou hoje, de madrugada, que o avançado, de 26 anos, regressaria ao clube lisboeta, no qual fez a formação e chegou à equipa principal, tendo-se transferido em janeiro de 2017 para os franceses do Paris Saint-Germain, por 30 milhões de euros.

Publicidade

“Assim que falaram comigo da opção do Benfica, fiquei logo encantado, como é óbvio, porque é um clube que me iria marcar e ao qual eu já tinha pensado que queria voltar. Fiquei muito contente, dei logo o aval de que gostaria de ir, e depois era os clubes chegarem a acordo. Foi possível, estou muito contente com isso”, reforçou o jogador.

O internacional português, que vai envergar a camisola com o número 15, chega ao Estádio da Luz com vontade de “ajudar a equipa ao máximo nos seus objetivos”, prometendo tentar adaptar-se “o mais rápido possível” aos métodos de treino do técnico alemão Roger Schmidt.

Gonçalo Guedes transferiu-se no início desta época para o Wolverhampton, após cinco temporadas nos espanhóis do Valência, e participou em 18 jogos, com dois golos e uma assistência, revelando dificuldade em afirmar-se na equipa treinada por Julen Lopetegui, que substituiu o português Bruno Lage.

No início da época 2017/18, Gonçalo Guedes foi emprestado pelo clube parisiense ao Valência, que acabou por ficar com o jogador em definitivo, até à sua partida para o futebol inglês.

O avançado, que não esteve entre as escolhas para o Mundial2022 do Qatar, soma 32 internacionalizações na seleção principal portuguesa, com sete golos marcados, entre eles o tento apontado na final da Liga das Nações de 2019, frente aos Países Baixos, que garantiu o conquista do troféu.

O avançado luso é o terceiro reforço assegurado pelas ‘águias’ na presente reabertura do mercado, depois do dinamarquês Casper Tengstedt (ex-Rosenborg) e do norueguês Andreas Schjelderup (ex-Nordsjaelland).

Artigo anteriorGonçalo Guedes regressa ao Benfica por empréstimo do Wolverhampton
Próximo artigoNova manifestação de profissionais da educação em Lisboa em 28 de janeiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui