Início Política Zelensky agradece a Meloni “solidariedade e apoio abrangente” de Itália

Zelensky agradece a Meloni “solidariedade e apoio abrangente” de Itália

55
0

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, divulgou hoje que falou com a primeira-ministra italiana, Giorgia Meloni, para agradecer “a solidariedade e apoio abrangente” de Itália, incluindo a ajuda militar, contra a invasão russa.

Numa mensagem publicada na rede social Twitter, Zelensky acrescentou que discutiu com Meloni um futuro plano de paz, bem como o fornecimento de sistemas de defesa aérea de Itália para a Ucrânia, que tem sido fortemente atingida por mísseis russos.

“Agradeci a Giorgia Meloni a solidariedade e apoio abrangente à Ucrânia. Elogiei a alocação do Governo italiano de 10 milhões de euros adicionais em ajuda. A senhora Meloni informou que a questão de fornecer sistemas de defesa aérea para proteger os céus ucranianos está a ser considerada”, escreveu o Presidente ucraniano.

Publicidade

Do lado italiano, o gabinete da primeira-ministra informou que Giorgia Meloni expressou o total apoio político e militar de Roma a Kiev durante a conversa telefónica com Zelensky.

“Meloni renovou o total apoio do Governo italiano a Kiev nas esferas política, militar, económica e humanitária, na restauração das infraestruturas energéticas e na futura reconstrução da Ucrânia”, disse a mesma fonte, citada pela agência noticiosa italiana ANSA, acrescentando que a primeira-ministra italiana reiterou também “o máximo empenho de Itália em todas as ações úteis para alcançar uma paz justa para a nação ucraniana”.

Ainda na mesma conversa, Meloni convidou Zelensky a visitar Roma.

A ofensiva militar russa no território ucraniano, lançada a 24 de fevereiro e que ainda prossegue, mergulhou a Europa naquela que é considerada a crise de segurança mais grave desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

A invasão russa — justificada pelo Presidente russo, Vladimir Putin, com a necessidade de “desnazificar” e desmilitarizar a Ucrânia para segurança da Rússia — foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que tem respondido com envio de armamento para a Ucrânia e imposição à Rússia de sanções políticas e económicas.

Artigo anteriorCampeões mundiais Otamendi e Enzo regressam aos trabalhos do Benfica
Próximo artigoEsch/Alzette: Incêndio destrói um quarto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui