Início Conflitos Polícia de Brasília desativa bomba artesanal a uma semana da posse de...

Polícia de Brasília desativa bomba artesanal a uma semana da posse de Lula da Silva

104
0

A polícia federal de Brasília anunciou ter desativado hoje de manhã, oito dias antes da posse do Presidente eleito do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, um dispositivo explosivo colocado dentro de um tanque de combustível.

O pequeno dispositivo artesanal, montado com dinamite ligado a um relógio, foi encontrado dentro do camião na estrada de acesso ao aeroporto internacional da capital brasileira, depois de o condutor do veículo ter alertado as autoridades para a presença de um pacote suspeito.

O dispositivo foi retirado do camião por agentes de uma brigada de desativação de explosivos, desativado no local e depois entregue à Polícia Civil para investigação.

Publicidade

Ainda que a Polícia Militar de Brasília não tenha aludido a quaisquer ameaças ou suspeitas de um possível ataque no dia 1 de janeiro, o incidente foi comunicado à equipa de Lula da Silva, que já expressou receios relativos à segurança durante cerimónia que marcará o início do seu terceiro mandato presidencial.

O futuro ministro da Justiça da Administração de Lula da Silva, Flávio Dino, disse numa mensagem nas redes sociais que foi informado e está a seguir as “investigações sobre o alegado dispositivo explosivo encontrado em Brasília”.

Os receios de segurança têm como pano de fundo a concentração de grupos radicais apoiantes do atual Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, em frente ao quartel-general do Exército em Brasília, que mantêm o apelo às Forças Armadas para impedirem o regresso de Lula ao poder.

Embora as manifestações de grupos que não reconhecem a derrota de Bolsonaro nas eleições se tenham mantido até agora relativamente pacíficas, um grupo mais exaltado atacou há duas semanas a sede da Polícia Federal no centro de Brasília, onde vandalizou e incendiou alguns carros.

Durante a inauguração, como é tradição no Brasil, o Presidente desfilará num carro aberto pelas principais ruas de Brasília para ser saudado pela população.

Pelo menos 17 chefes de Estado ou de governo, incluindo o Rei de Espanha e os presidentes de Portugal, Alemanha, Argentina e Uruguai confirmaram a presença na tomada de posse presidencial do líder e fundador do Partido dos Trabalhadores.

Espera-se também a participação de cerca de 300.000 pessoas num festival musical, organizado para a população saudar Lula da Silva, no qual cerca de 30 cantores e grupos musicais irão atuar.

Artigo anteriorUm morto e vários feridos em tiroteio em bar perto de Liverpool
Próximo artigoResistir à Rússia na Ucrânia significa também celebrar o Natal em 25 de dezembro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui