Início Futebol Liga Portuguesa Liga Portuguesa: Sporting CP vence lanterna vermelha Paços Ferreira

Liga Portuguesa: Sporting CP vence lanterna vermelha Paços Ferreira

70
0
Sporting player Paulinho (2R) in action against Pacos de Ferreira players Jordi (L), E. Ferigra and Antunes (R) during the Portuguese First League soccer match held at Alvalade stadium in Lisbon, Portugal, 29 December 2022. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Os golos dos futebolistas Pedro Porro, Nuno Santos e Paulinho deram hoje a vitória ao Sporting (3-0) na receção ao Paços de Ferreira, na 14.ª jornada da I Liga e elevaram para sete as vitórias consecutivas dos ‘leões’.

A última derrota da formação de Alvalade remonta a 01 de novembro, para a Liga dos Campeões frente aos alemães do Eintracht Frankfurt (2-1). Depois disso, levou a melhor sobre o Vitória de Guimarães, o Famalicão, para a I Liga, o Farense, o Rio Ave, o Marítimo e o Sporting de Braga, na Taça da Liga.

Com este resultado, o Sporting iguala o terceiro classificado Sporting de Braga, que esta sexta-feira recebe o Benfica, às 21:15 horas.

Publicidade

Já o Paços de Ferreira, é cada vez mais último, com dois pontos, fruto dos empates com o Santa Clara e Arouca, à sétima e oitava jornada, respetivamente, ambos por 1-1 – é a única equipa sem vitórias nas competições profissionais.

Antes de o jogo começar, houve lugar para um minuto de silêncio, que se transformou em salva de palmas, em honra de Pelé, lenda do futebol mundial que hoje faleceu aos 82 anos, e António Maia, antigo atleta do Sporting e técnico de manutenção do clube, de 73.

Logo aos três minutos, Pedro Porro colocou o Sporting a vencer depois de uma jogada de insistência na qual Nuno Santos furou pela esquerda, entrou na área e cruzou para a cabeça do espanhol, que ainda viu o guarda-redes Jordi Martins a defender a bola, mas esta ‘enrolou-se-lhe’ nas mãos e acabou por entrar.

Sem consistência defensiva, os ‘castores’ viriam a sofrer novo golo, aos 22 minutos, quando estavam balanceados no ataque: Pedro Gonçalves recuperou a bola, lançou Edwards na esquerda e este, na cara de Jordi, serviu Nuno Santos para o 2-0.

Num jogo de sentido único, em que a diferença de argumentos era notória, a equipa hoje sob o comando de Marco Paiva, que assume interinamente a função de treinador, procurou, com uma linha de cinco defesas, contrariar o fulgor do Sporting, mas os ‘intempestivos’ Trincão, Edwards e Nuno Santos foram fazendo mossa e abrindo brechas.

Em cima do intervalo, Porro, na direita, levou a bola até à cabeça de Paulinho, na entrada da pequena área, que fez o 3-0 e somou o terceiro jogo consecutivo a marcar (três ao Marítimo e um ao Sporting de Braga, todos na Taça da Liga).

Na segunda parte, o Sporting jogou com o conforto do resultado, baixou a pressão e, ilusoriamente, deu a ideia de que o Paços de Ferreira estava a equilibrar as forças. Aliás, os ‘castores’ até conseguiam criar situações de ataque, dinamizados por Nico Gaitán, mas falhavam no momento da finalização, como aconteceu com Nigel Thomas, aos 53 minutos, e Adrián Butzke, aos 66.

Ainda assim, os comandados de Rúben Amorim iam tentando ampliar a contagem, mas Pedro Gonçalves, Paulinho e Trincão não conseguiram bater Jordi até ao final do jogo.

Dário Essugo viria a ser expulso com cartão vermelho direto, aos 82 minutos, depois de atingir, com os pitons da chuteira, Holsgrove no tornozelo.

Artigo anteriorNacional retoma II Liga com vitória ante um Benfica B sem ritmo
Próximo artigoBlocos de parto das Caldas da Rainha, Loures, Barreiro, Beja e Portimão fechados no Ano Novo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui