Início Futebol Mundial 2022 Mundial2022: Gonçalo Ramos marca como estreante 59 de Fernando Santos

Mundial2022: Gonçalo Ramos marca como estreante 59 de Fernando Santos

57
0
Portugal player Goncalo Ramos celebrates after scoring a goal against Nigeria during the international friendly soccer match at Alavalada Stadium, in Lisbon, Portugal, 17 November 2022. Portugal is preparing for the FIFA World Cup 2022 group H in Qatar with their first match against Ghana on 24th November. MIGUEL A. LOPES/LUSA

O avançado Gonçalo Ramos, melhor marcador da I Liga de futebol, estreou-se hoje pela seleção portuguesa com um golo e uma assistência, na goleada por 4-0 à Nigéria, de preparação para o Mundial2022.

Em Alvalade, o jogador do Benfica, que entrou aos 67 minutos, a substituir André Silva, tornou-se o 59.º estreante na ‘era’ Fernando Santos, que também tinha feito ‘nascer’ o 58.º, o jovem central António Silva, também do clube da Luz.

António Silva, de 19 anos, cumpriu os 90 minutos no centro da defesa portuguesa, na primeira parte ao lado de Rúben Dias e na segunda tendo junto a Pepe, de 39 anos.

Publicidade

Por seu lado, Gonçalo Ramos aproveitou os 23 minutos a que teve direito para ‘encostar’ para o 3-0, aos 82, assistido por Raphaël Guerreiro, e para assistir, de calcanhar, o seu companheiro de equipa João Mário, para o 4-0, aos 84.

Na lista dos estreantes de Fernando Santos, as duas ‘águias’ sucederam a Vitinha, médio do Pais Saint-Germain, que se estreou, ainda como jogador do FC Porto, em 29 de março, dia em que Portugal bateu em casa a Macedónia do Norte por 2-0 e garantiu um lugar na prova marcada para o Qatar.

Portugal já estreou, assim, três jogadores em 2022, sendo que, na época desportiva 2021/22, Fernando Santos fez alinhar pela primeira vez na seleção ‘AA’ mais quatro jogadores.

Otávio estreou-se em 04 de setembro de 2021, num particular em campo neutro com o Qatar (3-1), e Diogo Costa, Matheus Nunes e Rafael Leão cumpriram todos o jogo inaugural em 09 de outubro, frente à mesma equipa, no Estádio Algarve (3-0).

Na primeira metade de 2021, também se tornaram internacionais ‘AA’ Nuno Mendes e Palhinha, em 24 de março (1-0 ao Azerbaijão), Pedro Gonçalves, em 04 de junho (0-0 em Espanha), Rui Silva, em 09 (4-0 a Israel) e Diogo Dalot em 23 (2-2 com a França), na terceira jornada da fase de grupos do Euro2020.

Para encontrar mais estreantes, é preciso recuar a 2020, mais precisamente a 11 de novembro, ao 7-0 a Andorra: foi a vez de Domingos Duarte, Pedro Neto, que inaugurou o marcador, e Paulinho, autor de um ‘bis’.

No mesmo ano, também se tinham estreado Trincão (4-1 à Croácia, em 05 de setembro), Rúben Semedo (0-0 com a Espanha, em 07 de outubro) e Daniel Podence (3-0 à Suécia, em 14 de outubro).

Em 2019, tinham sido Dyego Sousa, João Félix e Diogo Jota, que sucederam a Mário Rui, Rúben Dias, Gedson, Sérgio Oliveira, Hélder Costa – o segundo a marcar no primeiro jogo na ‘era’ Fernando Santos, depois de João Cancelo -, Pedro Mendes e Cláudio Ramos, os novos internacionais ‘AA’ de 2018.

No ano anterior, foi a vez de Marafona, Bruma, Bruno Fernandes, Edgar Ié, Kévin Rodrigues, Gonçalo Paciência, Ricardo Ferreira e Rony Lopes.

Em 2016, ano marcado pela conquista do título europeu, com um 1-0 à França, após prolongamento, na final, graças a um golo do ‘herói’ Éder, cumpriram o primeiro jogo na seleção principal Renato Sanches, André Silva, João Cancelo e Gelson Martins.

Anthony Lopes, André Pinto, Paulo Oliveira, Bernardo Silva, André André, Ukra e Danilo estrearam-se com Cabo Verde, em 2015, ano ao longo do que se juntaram Daniel Carriço, Nélson Semedo, Gonçalo Guedes, Lucas João, Ricardo Pereira e Rúben Neves.

Fernando Santos começou a ‘coleção’ logo no primeiro encontro, em 11 de outubro de 2014, num particular com a França, em que fez alinhar Cédric e João Mário. No mesmo ano, também ‘promoveu’ Raphaël Guerreiro, Adrien Silva, José Fonte e Tiago Gomes.

Artigo anteriorMundial2022: Central António Silva é o estreante 58 na ‘era’ Fernando Santos
Próximo artigoPresidente polaco visita local atingido por míssil e reitera que foi um “acidente”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui