Início Futebol Taça da Liga Gil Vicente empata na Covilhã para a Taça da Liga com penálti...

Gil Vicente empata na Covilhã para a Taça da Liga com penálti nos descontos

31
0
Alipour do Gil Vicente festeja após marcar um golo contra o Sporting da Covilhã durante o jogo da Taça da Liga disputado no Estádio Municipal José Santos Pinto, Covilhã, 20 de novembro de 2022. PAULO NOVAIS/LUSA

O Gil Vicente, da I Liga de futebol, empatou 2-2 no terreno do Sporting da Covilhã, do segundo escalão e que soma 14 jogos sem ganhar, na primeira jornada do Grupo E da Taça da Liga.

Na estreia do treinador Daniel Sousa, os gilistas chegaram à vantagem por Fran Navarro (17), na conversão de uma grande penalidade. No segundo tempo, Gildo (65) e Cornélio (68) deram a volta ao marcador, mas, novamente de penálti, o suplente Alipour, já nos descontos, repôs a igualdade.

As duas formações, ambas numa situação difícil na tabela classificativa dos respetivos campeonatos, disputaram uma primeira parte aberta, disputada e com ocasiões de golo.

Publicidade

Logo aos sete minutos de jogo, a equipa de Barcelos, há seis jogos consecutivos sem ganhar, criou a primeira situação para marcar, por Murilo, que recebeu a bola na área, rodopiou e, num remate acrobático, obrigou Bolas a defender.

Gildo respondeu, mas foi o Gil Vicente a inaugurar o marcador, numa grande penalidade batida por Fran Navarro, aos 17 minutos, a castigar mão na bola de Ângelo Meneses.

Sena, num cabeceamento frouxo, ripostou, para a defesa fácil de Andrew, e Fatai também tentou a sorte num remate cruzado, ao lado, enquanto, na outra baliza, Bueno, em jeito, criou ocasião soberana, para aumentar a contagem, com a bola a sair por cima da barra.

Os serranos reagiram bem à desvantagem, subiram as linhas e foram tentando chegar ao empate, mas faltou definição no ataque. Gildo falhou a investida e, aos 42 minutos, na sequência de um canto, Andrew travou o pontapé de Gildo e Murilo aliviou e afastou o perigo.

Mais apostados no contra-ataque, foi assim que os gilistas voltaram a assustar os serranos, aos 43. Fran Navarro progrediu pelo corredor direito e Bolas esticou-se para defender com a ponta dos dedos.

O gilista Alipour foi o primeiro a criar perigo no reatamento, mas os ‘leões da serra’ entraram bem na segunda metade e, já depois de ambos técnicos terem mexido nas equipas, o Covilhã chegou à igualdade, aos 65, por Gildo, servido por Diogo Rodrigues.

Aos 68, o covilhanense Diogo Cornélio operou a reviravolta, assistido por Jorginho, e, três minutos depois, o capitão Gilberto, num livre marcado com força, obrigou à intervenção de Andrew.

Num encontro com emoção até ao cair do pano, Vítor Carvalho acertou na barra aos 72 minutos e, quatro minutos depois dos 90, de grande penalidade, a sancionar falta de Ângelo Meneses, Alipour atirou a contar e selou o empate final.

Gil Vicente e Sporting da Covilhã dividem o segundo lugar do Grupo E da Taça da Liga, atrás do Nacional, também da II Liga, que no sábado venceu o primodivisionário Portimonense, por 2-0.

Jogo realizado no Estádio Santos Pinto, na Covilhã, Castelo Branco.

Sporting da Covilhã – Gil Vicente: 2-2.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Fran Navarro, 17 minutos (grande penalidade).

1-1, Gildo, 65.

2-1, Diogo Cornélio, 71.

2-2, Alipour, 90+04 (grande penalidade).

Equipas:

– Sporting da Covilhã: Bruno Bolas, Diogo Rodrigues, Ângelo Meneses, Seydine N’Diaye, Jorginho, Diogo Cornélio (Jaime Simões, 90+01), Gilberto, Sena (Nuno Rodrigues, 61), Gildo, Fatai e Marsico (Kukula, 61).

(Suplentes: Igor Araújo, Adams, Kukula, Zé Tiago, Jaime, Beléa, Nuno Rodrigues, Tiago Lopes e Fabrice Tamba).

Treinador: Alex Costa.

 – Gil Vicente: Andrew, Carraça, Tomás Araújo, Rúben Fernandes, Adrian Marín, Vítor Carvalho, Fujimoto (Boseli, 70), Matheus Bueno (Simões, 89), Murilo (Bilel, 70), Kevin (Alipour, 61) e Fran Navarro (Elder Santana, 89).

(Suplentes: Kritciuk, Né, Bilel, Simões, Boseli, Ali Alipour, Henrique Gomes, Danilo e Elder Santana).

Treinador: Daniel Sousa.

Árbitro: Hélder Carvalho (AF Santarém).

Ação disciplinar: Cartão amarelo a Ângelo Meneses (16), Fujimoito (47), Jorginho (78) e Boseli (81).

Assistência: Cerca de 350 espetadores.

Artigo anteriorUcrânia: Ataques a central nuclear de Zaporíjia foram “deliberados” – AIEA
Próximo artigoDjokovic bate Ruud e iguala Federer ao conquistar ATP Finals pela sexta vez

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui