Início Futebol Liga Portuguesa ‘Cínico’ Casa Pia vence perdulário e cansado Sporting de Braga

‘Cínico’ Casa Pia vence perdulário e cansado Sporting de Braga

84
0
Casa Pia's AC Rafael Martins celebrates after scoring the 0-1 lead during the Portuguese First League soccer match between SC Braga and Casa Pia AC, help at Municipal de Braga stadium in Braga, Portugal, 06 November 2022. HUGO DELGADO/LUSA

Um golo de Rafael Martins deu hoje ao Casa Pia uma difícil vitória sobre o Sporting de Braga, que desperdiçou um penálti por Ricardo Horta, na 12.ª jornada da I Liga de futebol.

O lance que decidiu o jogo surgiu aos 23 minutos, com o avançado brasileiro a cabecear de forma letal, após cruzamento da esquerda de Leonardo Lelo.

O Casa Pia confirma o grande campeonato que está a fazer, mantendo o quarto lugar e encurtando, agora para os bracarenses, a distância para dois pontos para o terceiro lugar.

Publicidade

Já o Sporting de Braga, depois de ‘cair’ para a Liga Conferência Europa na quinta-feira, somou a segunda derrota em casa seguida para o campeonato após o desaire com o Desportivo de Chaves na nona jornada (1-0).

Os minhotos caem para o terceiro lugar e fizeram uma exibição aquém do que já mostraram esta época, ao que não será alheia a forte densidade competitiva das últimas semanas (jogou quinta-feira para a Liga Europa), sendo que, aos 74 minutos, Ricardo Horta falhou uma grande penalidade.

O equilíbrio marcou o início da partida, com o primeiro sinal de perigo a pertencer à equipa da casa: André Horta intercetou um mau passe de Neto e assistiu Vitinha que, em boa posição, rematou cruzado – Ricardo Batista defendeu com dificuldade (22).

No minuto seguinte, o Casa Pia adiantou-se no marcador com Rafael Martins, nas costas de Niakaté, a cabecear sem apelo após um grande cruzamento de Leonardo Lelo da esquerda.

À passagem da meia hora, contrariedade para o Casa Pia com Fernando Varela a ficar lesionado após levar em cheio na cara com um remate violento de Iuri Medeiros. Após largos minutos de assistência pelas equipas médicas de ambos os clubes, o central saiu em maca e foi substituído por Léo Bolgado (34).

Abel Ruiz cabeceou ao lado no ‘coração’ da área (35), mas, a terminar a primeira parte, o Casa Pia quase fez o segundo – Matheus, com uma grande defesa, enviou para canto o remate de Neto (45+5).

O Sporting de Braga surgiu com Banza no lugar de Abel Ruiz após o intervalo, mas a primeira ocasião de perigo surgiu para os visitantes, com Rafael Martins a rematar de primeira após mais uma fuga de Godwin pela esquerda, mas André Horta deu o corpo ‘às balas’ (50).

No início da segunda parte, ambas as equipas podiam ter marcado, com Vitinha (52 e 57) em destaque no Braga e a ‘seta’ Godwin e Diogo Pinto no Casa Pia (57 e 59).

O Casa Pia fez uma dupla substituição pouco depois, com Filipe Martins a lançar Antoine e Natel que, poucos minutos depois, se lesionou e teve que sair.

Álvaro Djaló, lançado aos 57 minutos, entrou muito bem no jogo e, aos 69 minutos, obrigou Ricardo Batista a grande defesa.

Logo a seguir surgiu o lance do penálti, com Banza, com um toque acrobático, a isolar Iuri Medeiros e Léo Bolgado a derrubá-lo: Ricardo Batista defendeu o remate de Ricardo Horta, impedindo o golo 100 ao internacional português pelo Sporting de Braga (74).

Aos 85 minutos, novo duelo entre Ricardo Horta e Ricardo Batista com outra grande intervenção do guardião.

O Casa Pia defendia muito e bem (é a segunda melhor defesa da prova, a par do FC Porto) e contra-atacava menos, mas podia ter marcado por duas vezes, ambas por Antoine (86 e 90+6).

O Sporting de Braga já tinha perdido todo o discernimento e só mais um fogacho de Álvaro Djaló voltou a animar as bancadas (90+7).

Artigo anteriorPortuguês foi detido por suspeita de atropelamento mortal em Espanha
Próximo artigoMarítimo e Famalicão empatam em jogo sem golos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui