Início Culturas Música Beyoncé lidera corrida aos Grammy 2023 com nove nomeações

Beyoncé lidera corrida aos Grammy 2023 com nove nomeações

278
0

A cantora Beyoncé lidera as nomeações aos 65.º Grammy, prémios norte-americanos da música, com nove indicações, seguida do ‘rapper’ Kendrick Lamar, com oito, e das cantoras Adele e Brandi Carlile, com sete cada uma, foi hoje anunciado.

Somando as nove nomeações de Beyoncé nesta edição dos Grammy com as que teve em anos anteriores, a cantora torna-se na artista mais nomeada de sempre, com 88 indicações, recorde que partilha com o marido, o ‘rapper’ e produtor Jay-Z, que conta este ano com cinco nomeações.

Beyoncé está nomeada para Álbum do Ano, com “Renaissance”, e Gravação do Ano e Canção do Ano, com “Break my soul”, contando ainda com nomeações em categorias de Dança/Eletrónica e R&B (Rhythm and Blues).

Publicidade

Entre os artistas mais nomeados nos Grammy 2023 estão também Mary J. Blige, DJ Khaled, Future, Terius “The-Dream” Gesteelde-Diamant, Randy Merrill e Harry Styles, com seis indicações cada.

A longa lista de 91 categorias dos Grammy abrange diferentes géneros musicais, do jazz à música clássica, passando pelo rap, o rock ou o metal, e do gospel aos audiolivros. Este ano, foram criadas cinco novas categorias, incluindo Compositor do Ano.

Beyoncé compete pelo Grammy de Álbum do Ano com os Abba (por “Voyage”), Adele (“30”), Bad Bunny (“Un Verano sin ti”), Mary J. Blige (“Good morning gorgeous — Deluxe”), Brandi Carlile (“In these silent days”), Coldplay (Music of the spheres”), Kendrick Lamar (“Mr. Morale & The Big Steppers”), Lizzo (“Special”) e Harry Styles (“Harry’s House”).

Já na categoria de Gravação do Ano, além de Beyoncé (com “Break my soul”), estão também nomeados os ABBA (“Don’t shut me down”), Adele (“Easy on me”), Mary J. Blige (“Good morning gorgeous”), Brandi Carlile com Lucius (“You and me on the rock”), Doja Cat (“Woman”), Steve Lacy (“Bad habit”), Kendrick Lamar (“The heart part 5”), Lizzo (“About damn time”) e Harry Styles (“As it was”).

Para o Grammy de Canção do Ano, além “Break my soul”, de Beyoncé, estão nomeadas: “abcdefu”, de Gayle, “About damn time”, de Lizzo, “All to well”, de Taylor Swift, “As it was”, de Harry Styles, “Bad habit”, de Steve Lacy, “Easy on me”, de Adele, “God did”, de DJ Khaled com Rick Ross, Lil Wayne, Jay-Z, John Legend e Fridayy, “The heart part 5”, de Kendrick Lamar, e “Just like that”, de Bonnie Raitt.

A cantora brasileira Anitta é uma das nomeadas ao Grammy para Artista Revelação, categoria que irá disputar com os italianos Måneskin, que venceram no ano passado o Festival Eurovisão da canção, a dupla DOMi & JD Beck, Omar Apollo, Samara Joy, Latto, Muni Long, Tobe Nwigwe, Molly Tuttle e os Wet Leg.

A cerimónia de entrega dos 65.º Grammy está marcada para 05 de fevereiro.

Beyoncé é a mulher mais premiada da história dos Grammy, tendo recebido 28 prémios. E este ano pode igualar ou ultrapassar o recorde detido pelo maestro húngaro-britânico Georg Solti (1912 — 1997), atingido em 1997, que ao longo da carreira venceu 31 Grammy.

Artigo anteriorAntónio Costa reafirma que vai processar Carlos Costa por ofensa à honra e bom nome
Próximo artigoPentágono vai investigar queda de mísseis russos em território da NATO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui