Início Futebol Liga Portuguesa Valente Desportivo de Chaves vence na ‘Pedreira’ Braga sem ideias

Valente Desportivo de Chaves vence na ‘Pedreira’ Braga sem ideias

105
0
O jogador do Desportivo de Chaves, Sandro Cruzk, festeja a vitória contra o Sporting de Braga no final do jogo da 9ª jornada da Primeira Liga de futebol realizado no Estádio Municipal de Braga, 9 de outubro de 2022. HUGO DELGADO/LUSA

O Desportivo de Chaves venceu hoje em casa do Sporting de Braga, 1-0, na nona jornada da I Liga de futebol, quebrando um ciclo de quatro jogos sem ganhar e infligindo a terceira derrota seguida dos minhotos.

O único golo da partida surgiu logo aos dois minutos, com o avançado espanhol Héctor Hernández a antecipar-se a Niakaté e a desviar subtilmente uma assistência de João Teixeira.

A equipa de Artur Jorge somou o terceiro desaire seguido e bem se pode queixar de falta de eficácia, já que dispôs de uma mão cheia de ocasiões para marcar.

Publicidade

Já a turma de Vítor Campelos, que mostrou personalidade sobretudo na primeira parte – na segunda quase só defendeu -, acentua a tendência para vencer fora de portas (tem três triunfos, todos longe de Chaves) e interrompe um ciclo de quatro jogos sem ganhar.

Depois de duas derrotas seguidas (4-1 com o FC Porto, para o campeonato, e 2-1 com o Saint Gilloise, quinta-feira, para a Liga Europa), tudo o que o Sporting de Braga não precisava era de sofrer um golo logo ao segundo minuto e a equipa sentiu o ‘balde de água fria’.

O Sporting de Braga tem algumas das ‘pedras’ que brilharam nos primeiros jogos, como Banza, em sub-rendimento e mostrou muitas dificuldades em criar lances de real perigo na primeira parte.

Um centro largo de Victor Gómez que quase traiu o guarda-redes dos transmontanos – a bola bateu no poste (27) – foi uma exceção, além de não ter sido intencional.

Nos últimos minutos do primeiro período, o Sporting de Braga carregou e André Horta (40), Diego Lainez (42) e Banza (45+1) estiveram perto do golo.

Artur Jorge lançou Vitinha após o intervalo (saiu um muito individualista Diego Lainez) e o Sporting de Braga atirou-se em busca de golos.

Depois de algumas investidas perigosas do ataque bracarense, Abel Ruiz teve um falhanço incrível, após assistência de Ricardo Horta, atirando a rasar o poste com tudo para marcar (60).

Dez minutos depois, o internacional espanhol voltou a desperdiçar uma boa ocasião para marcar, agora de cabeça, após cruzamento de André Horta e, aos 85 minutos, novamente o mesmo avançado teve no pé direito uma oportunidade clara de golo.

O Desportivo de Chaves praticamente limitou-se a defender na segunda parte, mas quase fez o segundo aos 90+3, com João Teixeira a rematar ao poste de fora da área.

Os transmontanos seguraram a vantagem e sobem na tabela classificativa (10.º), enquanto o Sporting de Braga mantém o terceiro lugar, mas vê Benfica e FC Porto fugirem.

Artigo anteriorEsch/Alzette: Vai uma “aulinha” de Zumba?
Próximo artigoCientistas da Universidade de Coimbra estudam o efeito do aquecimento global na Serra da Estrela

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui