Início Economia Energia Russos e ucranianos acusam-se mutuamente de ataque que deixou Energodar sem eletricidade

Russos e ucranianos acusam-se mutuamente de ataque que deixou Energodar sem eletricidade

64
0

A Ucrânia e a Rússia acusam-se mutuamente do bombardeamento desta manhã na cidade de Energodar, no leste do país, nas imediações da central nuclear de Zaporizhia, que deixou a maior parte da cidade ucraniana sem eletricidade.

Até ao momento, não há informações de que o ataque tenha causado vítimas.

O autarca de Energodar, Dimitro Orlov, culpou a Rússia por usar este bombardeamento a uma cidade originalmente ocupada pelas forças de Moscovo para “desacreditar as Forças Armadas da Ucrânia”, de acordo com uma mensagem publicada na sua conta da rede social Telegram.

Publicidade

“Como resultado do bombardeamento da zona industrial, a maior parte da cidade ficou sem eletricidade. Antes disso, atingiram uma das subestações”, disse Orlov.

Segundo o autarca, “estão ainda a ser apuradas informações sobre a extensão dos danos e a restauração do fornecimento de energia”. Moscovo ainda não comentou este incidente.

Pouco depois, o oficial russo na cidade, Alexander Volga, atribuiu o ocorrido às forças ucranianas: “Hoje efetuaram um ataque contra a infraestrutura vital e as instalações elétricas de Energodar”, disse na sua conta no Telegram.

“As equipas de emergência já estão a trabalhar. O fornecimento de energia elétrica na cidade será restabelecido em breve. A situação está sob controlo”, acrescentou.

Artigo anteriorLC: Esloveno dirige Sporting-Eintracht, italiano arbitra FC Porto-Atlético
Próximo artigoPapa reza pelas vítimas mortais nos festejos de Halloween em Seul

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui