Início Política Líder da JS e recandidato defende “diálogo estrutural” com esquerda apesar da...

Líder da JS e recandidato defende “diálogo estrutural” com esquerda apesar da maioria absoluta

76
0

O deputado socialista e recandidato à liderança da JS Miguel Costa Matos defendeu hoje um “diálogo estrutural” com a esquerda, em oposição às “maiorias conjunturais”, e que a maioria absoluta no parlamento não pode fechar-se sobre si mesma.

Contactado pela Lusa no dia em que apresentou a recandidatura à liderança da Juventude Socialista, Miguel Costa Matos defendeu que partidos como o PCP e o BE “têm de ser parceiros privilegiados de diálogo”.

“Apesar da maioria e mesmo por causa da maioria não nos podemos fechar. Nem em sedes partidárias, nem em auditórios como o de hoje [a apresentação da recandidatura foi no Auditório Camões, em Lisboa], nem em maiorias conjunturais”, sustentou o dirigente da JS.

Publicidade

Miguel Costa Matos, que em 2020 foi eleito o sucessor de Maria Begonha na liderança da juventude do PS, advogou que é necessário “construir um diálogo estrutural” com a esquerda, “as pessoas que partilham a mesma visão de sociedade, a ideia de que a liberdade e a justiça dependem da igualdade de oportunidades”.

“A maioria [absoluta] não nos pode fechar” reforçou o deputado de 28 anos.

Se os jovens socialistas o elegerem para um segundo mandato, Miguel Costa Matos espera poder “ter um impacto tangível na vida dos jovens” e já traçou alguns objetivos: “continuar a afirmar as causas feministas, antirracistas” e também a “legalização da canábis”, caminhar para um “ensino superior mais democrático” com a “propina zero”, o fim de todos os estágios sem remuneração e o “pagamento de todas as horas extraordinárias”.

Questões ‘bandeira’ dos jovens como a saúde mental ou de modificação do panorama político-social do país, por exemplo, um “referendo para a regionalização já em 2024” também estão na agenda do atual líder da JS para o próximo mandato.

E para tudo isto, completou Miguel Costa Matos, é necessária “uma chamada ao diálogo com a esquerda”.

O Congresso da Juventude Socialista vai realizar-se entre 16 e 18 de dezembro, em Braga.

Artigo anteriorVilaverdense elimina Portimonense da Taça de Portugal
Próximo artigoQuatro mortos e 61 feridos em incêndio em prisão no Irão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui