Início Futebol Liga Portuguesa FC Porto continua saga de triunfos frente ao Portimonense e persegue o...

FC Porto continua saga de triunfos frente ao Portimonense e persegue o líder

76
0
FC Porto player Otavio (C) celebrates with his teammates after scoring a goal against Portimonense during their Portuguese First League soccer match held at Portimao Stadium, Portugal, 08 October 2022. LUIS FORRA/LUSA

O FC Porto somou hoje o 16.º triunfo consecutivo em jogos com o Portimonense, ao bater os algarvios por 2-0, mantendo-se no segundo lugar da I Liga portuguesa de futebol, em perseguição ao líder Benfica.

A visita dos portistas ao Algarve, entre o duplo compromisso com os alemães do Bayer Leverkusen para a Liga dos Campeões, resultou numa vitória fácil, com golos de Otávio (22 minutos), que se estreou a marcar nesta edição da I Liga, e Pepê, que aumentou a vantagem no início do segundo tempo (52).

O FC Porto isolou-se, à condição, no segundo lugar, com 22 pontos, a três do Benfica, que à mesma hora vencia em casa o Rio Ave (4-2), enquanto o Portimonense, que não vence os ‘dragões’ desde 1987, ocupa o sétimo lugar, com 15.

Publicidade

Depois da derrota em Vizela (1-0), na jornada anterior, Paulo Sérgio mudou três ‘peças’ no ‘onze’ inicial dos algarvios, repetindo o esquema de três centrais normalmente utilizado contra os ‘grandes’, mas adaptando o lateral-direito Moufi à posição.

Sérgio Conceição fez o mesmo número de alterações, face à equipa portista que venceu o Bayer Leverkusen (2-0) na terça-feira, entre as quais o regresso de Fábio Cardoso, devido à ausência de Pepe por lesão.

O jogo teve um início bastante ‘morno’, tanto assim foi que o primeiro remate com perigo só surgiu aos 17 minutos, com uma tentativa de Uribe para os ‘azuis e brancos’ que Nakamura desviou para canto, lance que deu o mote para o ascendente portista.

Logo depois, Filipe Relvas, a sangrar do nariz após choque com um colega de equipa, teve alguns minutos fora de campo a receber assistência médica, para desespero do técnico Paulo Sérgio, e o FC Porto aproveitou esse momento para ‘carregar’ sobre o último reduto dos algarvios.

Quando o central reentrou em campo e a equipa se reposicionava, aos 22, os ‘dragões’ chegaram à vantagem, numa combinação dentro da área entre Otávio e Evanilson, após cruzamento de Rodrigo Conceição: o médio tocou de peito para o avançado, que devolveu com a barriga para a finalização certeira do internacional português.

O Portimonense podia ter empatado dois minutos depois – Rui Gomes, solto ao segundo poste, podia ter feito melhor, rematando torto, de primeira, muito ao lado -, mas a reação foi ‘insípida’ e o conjunto de Sérgio Conceição manteve o controlo do jogo.

Até ao intervalo, os ‘dragões’ somaram dois lances claros para aumentar a diferença: Evanilson rematou da ‘meia lua’ e a bola passou muito rente ao poste direito da baliza algarvia (34) e Taremi atirou em arco para mais uma defesa do guarda-redes internacional japonês (39).

O intervalo não mudou o panorama e os portistas alargaram a vantagem aos 52 minutos, por Pepê, que, na sequência de um roubo de bola e assistência de Taremi, ‘picou’ a bola na ‘cara’ de Nakamura.

Enquanto Conceição poupava Evanilson para o novo confronto de quarta-feira com o Bayer Leverkusen, o técnico dos algarvios também mexia, mas sem atenuar as muitas dificuldades da sua equipa em importunar o FC Porto, que aos 65 viu Nakamura impedir o ‘bis’ de Otávio.

Os ‘dragões’ só se assustaram à entrada para o último quarto de hora, quando o Portimonense desperdiçou uma enorme oportunidade: Yago Cariello, com a baliza ‘à mercê’, desviou a bola com o joelho para a barra (76).

Na melhor fase dos algarvios na partida, o avançado brasileiro voltou a ter nova ocasião para reduzir a desvantagem, mas Diogo Costa travou o remate com excelente defesa (81).

Manuel Mota ainda assinou grande penalidade, nos descontos, numa falta de Gonçalo Costa sobre Toni Martinez, mas o videoárbitro avisou que o lance foi fora da área, a decisão foi revertida e o resultado já não se modificou.

Artigo anteriorRamos imparável e estreia a marcar de Musa no regresso do Benfica aos triunfos
Próximo artigoVitória SC vence em Paços de Ferreira em jogo com três expulsões

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui