Início Política Brasil/Eleições: Lula da Silva confiante em vitória na segunda volta, que será...

Brasil/Eleições: Lula da Silva confiante em vitória na segunda volta, que será apenas “prorrogação”

119
0

O ex-presidente e candidato Luiz Inácio Lula da Silva mostrou-se hoje confiante numa vitória nas eleições brasileiras e disse que a segunda volta será apenas uma “prorrogação”.   

“Sempre achei que nós iríamos ganhar as eleições e nós vamos ganhar as eleições. Isto para nós é apenas uma prorrogação”, afirmou numa conferência de imprensa em São Paulo após a divulgação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que indicou uma disputa entre ele e o atual Presidente, Jair Bolsonaro.

O ex-presidente disse acreditar que nada acontece por acaso e afirmou que durante toda a campanha esteve à frente nas sondagens.

Publicidade

“Para desgraça de alguns tenho mais 30 dias para ir para a rua. Adoro fazer campanha, adoro fazer comício” e “vai ser importante porque será a chance de fazermos um debate com o Presidente da República. Acho que é uma segunda chance que o Bolsonaro me dá”, afirmou, adotando um tom confiante.

O ex-presidente brasileiro liderou as sondagens com uma margem relevante e parecia ter hipóteses de vencer na primeira volta, mas os números divulgados pelos principais institutos de pesquisa no país não se confirmaram nas urnas e a diferença entre Lula e Bolsonaro ficou em cerca de 4,5 pontos percentuais.

Lula da Silva terminou com pouco mais de 48% dos votos enquanto as sondagens do DataFolha e o Ipec indicavam, respetivamente, que o candidato tinha entre 50% e 51%. Já a votação de Bolsonaro ficou muito acima do que indicavam os mesmos estudos, que lhe davam entre 36% e 35%, mas terminou com pouco mais de 43% dos votos válidos.

Os mais de 156 milhões de eleitores foram hoje chamados às secções de voto até às 17:00 de Brasília (21:00 em Lisboa), nas 577.125 urnas eletrónicas espalhadas por 5.570 cidades do país.

Além de Lula da Silva e Bolsonaro, disputaram a primeira volta das presidenciais brasileiras os candidatos Ciro Gomes, Simone Tebet, Luís Felipe D’Ávila, Soraya Tronicke, Eymael, Padre Kelmon, Leonardo Pericles, Sofia Manzano e Vera Lúcia.

Como nenhum dos candidatos presidenciais ultrapassou 50% dos votos válidos, Lula e Bolsonaro voltarão a enfrentar-se na segunda volta em 30 de outubro.

Artigo anteriorBrasil/Eleições: Bolsonaro diz que venceu a “mentira” das sondagens
Próximo artigoNobel da Medicina atribuído ao sueco Svante Pääbo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui