Início Conflitos Rússia acusa forças ucranianas de atacar com ‘drones’ a central de Zaporijia

Rússia acusa forças ucranianas de atacar com ‘drones’ a central de Zaporijia

45
0

A Rússia acusou hoje a Ucrânia de ter tentado atacar, no sábado, com oito ‘drones’ o território da central nuclear ucraniana de Zaporijia, controlada pelas forças russas desde o início de março.

“Apesar da presença de representantes da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) na central nuclear de Zaporijia, o regime de Kiev continua com as provocações visando criar uma ameaça de um desastre causado pelo Homem”, disse o porta-voz do Ministério da Defesa, Igor Konashenkov.

Na comunicação diária sobre a guerra, o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, afirmou que no sábado que “oito ‘drones’ carregados com munições foram usados para atacar o território da central nuclear”.

Publicidade

Ainda, segundo Konashenkov, os ‘drones’ que se aproximaram da central nuclear foram “bloqueados por equipamento eletrónico de guerra russo”, tendo as munições sido lançadas em áreas desertas, que distam mais de um quilómetros e meio do perímetro da central nuclear.

A Rússia e a Ucrânia acusam-se mutuamente, há semanas, de fazerem ataques à central nuclear de Zaporijia.

Entretanto, hoje, o jornal ‘online’ independente The Insider, especializado em jornalismo de investigação, ‘fact check’ e análise política, com sede na cidade de Riga, na Letónia, publicou um vídeo sobre os ataques russos que ocorreram na noite de 2 para 3 de setembro a partir de território da central nuclear.

O vídeo mostra que a Rússia tem sistemas de lançamento de mísseis localizados em vários pontos situados nas proximidades da central nuclear.

Na sexta-feira, o Estado-Maior da Ucrânia afirmou que a Rússia retirou todos os equipamentos militares da central nuclear, antes da inspeção dos peritos da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA).

Artigo anteriorIncêndios: Fogo em Viseu combatido por oito meios aéreos e 125 bombeiros
Próximo artigoMax Verstappen vence em casa e aumenta vantagem no Mundial de F1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui