Início Sci-Tech Tecnologias de Informação Portugueses Afrolis e Jornal de Guimarães entre os 47 vencedores europeus do...

Portugueses Afrolis e Jornal de Guimarães entre os 47 vencedores europeus do programa da Google

98
0

Quarenta e sete empresas de media de 21 países europeus venceram o programa Desafio de Inovação do Google News Initiative (GNI), dos quais dois são os portugueses Afrolis e o Jornal Guimarães, anunciou hoje a tecnológica Google.

“Temos 47 vencedores do Desafio de Inovação do Google News Initiative (GNI)”, de um total de 605 candidatos de 38 países de toda a Europa, Médio Oriente e África, “e dois são portugueses”, disse à Lusa a diretora-geral de ‘news partnership’ para a EMEA (região da Europa, Médio Oriente e África), Sulina Connal.

“Penso que é um verdadeiro sinal do dinamismo da indústria de notícias portuguesa”, acrescentou a responsável.

Publicidade

O projeto Afrolis está a construir “uma rede social que investiga narrativas estereotipadas sobre a racialização da mulher e a forma como isso é usado, contrastando com as histórias produzidas por essas mesmas mulheres”, explicou Sulina Connal.

Desta forma, “as mulheres que foram racializadas podem mostrar o seu trabalho, arte e capacidades através dos artigos e ‘podcasts'” que são produzidas por elas.

“Portanto, é um vencedor muito interessante”, considerou a responsável pela área das parcerias para região EMEA.

O outro vencedor é o Jornal de Guimarães, que se focou na diversidade e apresentou um projeto que visa desenvolver uma secção de notícias para o seu jornal ‘online’.

Para esta secção, o projeto visa aproximar duas gerações diferentes – jovens e idosos -, acrescentando também um elemento de ‘gamificação’ para mantê-los envolvidos (‘engajados’).

De acordo com a Google, a sua implementação envolve uma escola local e um centro ocupacional local para reformados.

“Esta é realmente uma nova ideia e muito inovadora”, considerou Sulina Connal.

Em abril, a Google tinha anunciado o primeiro programa Desafio de Inovação do GNI, dirigido a publicações estabelecidas, publicações apenas ‘online’, ‘startups’ de notícias, parcerias colaborativas e ‘freelancers’ com base na Europa.

O novo programa vem na sequência da iniciativa anterior do GNI para a região, o Fundo de Inovação do Digital News Initiative (DNI).

Sulina Connal sublinhou que o Desafio de Inovação é parte de um processo maior da Google, em que a multinacional considera que “iniciativas focadas em tecnologia” é onde a empresa pode realmente dar o seu maior contributo.

A responsável salientou que todos os ‘publishers’ reconhecem que a transformação digital é “um processo em andamento” e que ainda não acabou.

“Há muito trabalho ainda a ser feito, acreditamos também no processo de experimentação sobre quais as melhores formas de atingir uma audiência digital e de gerar receitas nos media, de maximizar a receita de publicidade”, prosseguiu.

“Estamos muito interessados em todos os tipo de maneiras de criar ‘engajamento’ com leitores digitais, entender quais as ferramentas que estão disponíveis, as melhores no mundo digital que não estavam disponíveis anteriormente para a imprensa e, em seguida, maximizar o potencial de receita de todas estas oportunidades”, sublinhou.

Sulina Connal disse que a tecnológica está empolgada com “todo este tipo de energia e criatividade” que está a sair da indústria de notícias.

“E é com isso que queremos fazer parceria”, rematou.

O programa Desafio de Inovação financia empresas de media a desenvolver novos caminhos para a sustentabilidade dos negócios e dirige-se a ‘publishers’ com redações menores que produzem jornalismo original e cujos projetos se concentram na criação de ecossistema de notícias mais sustentável e diversificado.

No que respeita ao News Showcase, desde novembro foram assinados acordos com mais de 20 publicações, totalizando 48.

A título de exemplo, o terceiro Desafio de Inovação do Médio Oriente, Turquia e África, lançado em fevereiro deste ano, recebeu 425 inscrições de 42 países – um aumento de 27% no total de inscrições.

No final, foram selecionados 34 projetos de 17 países.

Artigo anteriorMorreu ‘rapper’ norte-americano Coolio aos 59 anos
Próximo artigoPJ efetua buscas na Presidência do Conselho de Ministros

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui