Início Futebol Liga Nações Liga Nações: Fernando Santos aposta em Mário Rui quase dois anos depois

Liga Nações: Fernando Santos aposta em Mário Rui quase dois anos depois

67
0

Mário Rui é a grande novidade no ‘onze’ da seleção portuguesa de futebol, para o penúltimo encontro do Grupo A2 da Liga das Nações, diante da República Checa, em Praga, quase dois anos da última internacionalização.

O lateral esquerdo, de 31 anos, que atua nos italianos do Nápoles, não jogava por Portugal desde 17 de novembro de 2020, quando foi também aposta inicial na vitória frente à Croácia (3-2), em Split, no último encontro da fase de grupos da segunda edição da prova.

Para a baliza, o selecionador luso, Fernando Santos, escolheu Diogo Costa, em detrimento de Rui Patrício, depois de ambos terem atuado de forma intercalada nos quatro anteriores encontros.

Publicidade

Desta forma, na Fortuna Arena, Portugal vai iniciar o encontro com Diogo Costa entre os postes, atrás de um quarteto defensivo formado por Diogo Dalot, Rúben Dias, Danilo e Mário Rui, que vai cumprir a 12.ª internacionalização ‘AA’.

O meio-campo ficará a cargo de Rúben Neves, William Carvalho e Bruno Fernandes, enquanto o ataque será composto por Rafael Leão, Bernardo Silva e o ‘capitão’ Cristiano Ronaldo.

Fora da ficha de jogo ficaram, como anunciado, o lateral João Cancelo, devido a castigo, e o avançado João Félix, lesionado.

Já os anfitriões, comandados por Jaroslav Sihavy, vão começar o encontro com Vaclik, Zima, Brabec, Jamelka, Coufal, Soucek, Kral, Zeleny, Barak, Schick e Hlozek.

O encontro entre checos e lusos tem início marcado para as 19:45 (em Lisboa), na Fortuna Arena, em Praga, e será arbitrado pelo sérvio Srdjan Jovanovic. Na última ronda, marcada para terça-feira, Portugal recebe a Espanha, em Braga.

A Espanha, que hoje recebe a Suíça, lidera a ‘poule’, com oito pontos, contra sete de Portugal, enquanto a República Checa é terceira, com quatro, e a formação helvética a última, com três.

A formação das ‘quinas’, vencedora da primeira edição da Liga das Nações, em 2019, precisa de vencer o agrupamento para chegar à ‘final four’ da terceira edição, sendo que a segunda foi conquistada pela França, numa final com a Espanha, em 2021.

Os quatro vencedores dos grupos da Liga A qualificam-se para a fase final, que inclui meias-finais, final e partida de atribuição do terceiro lugar. A ‘final four’ da terceira edição da prova será realizada em junho de 2023.

Artigo anteriorLC: Sporting visita Marselha em jogo sem adeptos devido a castigo da UEFA
Próximo artigoLiga das Nações: República Checa – Portugal (0-2 ao intervalo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui