Início Comunidades Cultura e Arte na homenagem aos emigrantes da Sala de Visitas do...

Cultura e Arte na homenagem aos emigrantes da Sala de Visitas do Minho

132
0

No passado dia 9 de agosto, no âmbito da Festa do Emigrante promovida pelo Município de Fafe, uma iniciativa que congregou um conjunto diversificado de acontecimentos de cariz cultural, social e identitário que pretendeu homenagear os emigrantes locais num período em que visitam a Sala de Visitas do Minho, o mestre-pintor Orlando Pompeu e o historiador Daniel Bastos, apresentaram respetivamente, uma exposição e um livro dedicado às comunidades portuguesas.

Mesa de Honra na homenagem aos emigrantes da Sala de Visitas do Minho (Da esq. para a dir.: o mestre-pintor Orlando Pompeu, o Presidente do Município de Fafe, Antero Barbosa, a deputada lusodescendente, Nathalie de Oliveira, e o historiador Daniel Bastos

A sessão, que encheu o Salão Nobre do Teatro Cinema de Fafe com inúmeros emigrantes oriundos de França, Brasil e Canadá. E contou com a presença do Presidente do Município de Fafe, Antero Barbosa, da Vereadora da Cultura, Paula Nogueira, da Vereadora da Ação Social, Palmira Dia e da deputada lusodescendente, Nathalie de Oliveira, iniciou-se com a inauguração de uma exposição composta pelos desenhos concebidos propositadamente, por um dos mais consagrados artistas plásticos portugueses da atualidade, para ilustrarem a obra “Crónicas – Comunidades, Emigração e Lusofonia”.

Publicidade

No decurso da sessão foi apresentado aos presentes o mais recente livro de Daniel Bastos, cujo percurso tem sido alicerçado no seio da Diáspora, e que procura através das crónicas, que escreve regularmente na imprensa de língua portuguesa no mundo, dignificar, reconhecer e valorizar as sucessivas gerações de compatriotas que saíram de Portugal.

Referira-se, que sendo ambos naturais do concelho de Fafe, o mestre-pintor Orlando Pompeu é detentor de uma carreira de quase quarenta anos, e a sua obra consta de variadas coleções particulares e oficiais em Portugal, Espanha, França, Inglaterra, Alemanha, Suíça, Croácia, Austrália, Brasil, México, Dubai, Canadá, Itália, EUA e Japão. O historiador Daniel Bastos é atualmente consultor do Museu das Migrações e das Comunidades, sediado em Fafe, e da rede museológica virtual das comunidades portuguesas, instituída pela Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas.

Artigo anteriorHoteleiros de Guimarães falam em “terror” e criticam falta de vigilância
Próximo artigoVitória vence Hajduk Split mas falha acesso ao ‘play-off’ da Liga Conferência Europa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui