Início Sociedade Centenas no último adeus ao bombeiro de Óbidos

Centenas no último adeus ao bombeiro de Óbidos

96
0
Cortejo fúnebre do bombeiro Carlos Antunes morto por doença súbita no combate a um incêndio, em Óbidos 19 de agosto de 2022. TIAGO PETINGA/LUSA

O Presidente da República e o ministro da Administração Interna estiveram hoje na missa em memória do bombeiro de Óbidos, que morreu, de doença súbita, quando combatia um incêndio nas Caldas da Rainha e participaram no cortejo até ao cemitério.

Marcelo Rebelo de Sousa chegou ao quartel dos Bombeiros Voluntários de Óbidos pelas 15:00 para assistir à missa do funeral do bombeiro presidida pelo capelão nacional dos bombeiros, Américo Aguiar.

Depois, o Presidente da República acompanhou a pé, ao lado do ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, o cortejo fúnebre apeado entre o quartel dos bombeiros e o Cemitério Municipal dos Arcos, uma distância de 1,3 quilómetros, durante quase uma hora.

Publicidade

Marcelo Rebelo de sousa não prestou declarações aos jornalistas.

O incêndio deflagrou na quarta-feira às 13:45 na localidade de Rostos, freguesia do Landal, nas Caldas da Rainha, distrito de Leiria, tendo alastrado ao concelho de Rio Maior, no distrito de Santarém, e a Tagarro, localidade do concelho da Azambuja, no distrito de Lisboa.

No fogo, um bombeiro sofreu ferimentos ligeiros e outro da corporação de Óbidos, o subchefe Carlos Alberto Ferreira Antunes, de 52 anos, morreu devido a doença súbita.

Artigo anteriorEstoril tenta regressar aos triunfos perante um Rio Ave ainda a ‘zero’
Próximo artigoCovid-19: Portugal com 15.214 novos casos na última semana e menos óbitos – DGS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui