Início Comunidades Reunião anual do Conselho das Comunidades Portuguesas arranca na segunda-feira em Lisboa

Reunião anual do Conselho das Comunidades Portuguesas arranca na segunda-feira em Lisboa

70
0

A reunião anual do Conselho Permanente (CP) do Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP) arranca segunda-feira em Lisboa, com a eleição dos cargos de direção na agenda, encontros com governantes e deputados, bem como representantes da diáspora.

Ao longo de três dias, os conselheiros vão reunir-se nas instalações da Assembleia da República, onde irão eleger o presidente, o vice-presidente e o secretário do CP do CCP, bem como aprovar o relatório anual de atividades (2021/2022).

No primeiro dia do encontro, além destas eleições, está marcada uma reunião com o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, Paulo Cafôfo, na qual será abordada a questão das eleições do CCP, que deverão ocorrer ainda este ano, e a revisão da lei eleitoral, com vista ao alargamento das formas de voto.

Publicidade

Uma reunião conjunta com representantes das redes das comunidades encerra a agenda do primeiro dia do evento.

Na terça-feira, a agenda começa com um encontro com a comissão parlamentar de Negócios Estrangeiros e Comunidades Portuguesas, antes de uma audiência com o presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, e de reuniões com os grupos parlamentares.

Na quarta-feira, último dia do encontro, prosseguem as reuniões com grupos parlamentares e uma reunião interna com o ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, e o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.

Após o encerramento dos trabalhos, o dia termina com uma audiência com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém.

O Conselho das Comunidades Portuguesas é o órgão consultivo do Governo para as políticas relativas à emigração e às comunidades portuguesas no estrangeiro, sendo atualmente presidido por Flávio Martins.

Artigo anteriorBelga Yves Lampaert vence ‘crono’ e é o primeiro líder da 109.ª Volta a França
Próximo artigoVenezuela: Governo venezuelano elogia réplica do Santuário de Fátima e fé dos portugueses

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui