Início Política Costa em Maputo no início da próxima semana para Cimeira Luso-Moçambicana

Costa em Maputo no início da próxima semana para Cimeira Luso-Moçambicana

53
0
Portuguese Prime Minister Antonio Costa speaks to announce the new measures during the briefing of the Council of Ministers Meeting, at Palacio da Ajuda, in Lisbon, Portugal, 25 November 2021. In Portugal, since March 2020, 18,385 people have died and 1,133,241 cases of infection have been counted, according to data from the Directorate-General of Health. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

O primeiro-ministro desloca-se nos próximos dias 11 e 12 a Maputo por ocasião da V Cimeira Luso-Moçambicana, tendo também na agenda encontros institucionais com as autoridades políticas de Moçambique, com empresários e com a comunidade portuguesa.

Esta deslocação de António Costa a Moçambique foi comunicada através de uma nota hoje difundida pelo gabinete do primeiro-ministro português.

Em relação à V Cimeira Luso-Moçambicana, o Governo português refere que “tem como objetivo o aprofundamento das relações bilaterais e a assinatura de diversos instrumentos de cooperação”.

Publicidade

No programa da deslocação de António Costa, além da cimeira, estão previstos encontros políticos com o Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, e com a presidente da Assembleia da República, Esperança Bias.

O primeiro-ministro terá também encontros na área económica com empresários portugueses em Moçambique e está ainda prevista a sua presença numa receção com a comunidade portuguesa daquele país.

Esta deslocação de António Costa acontece cerca de três e meio depois de o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ter realizado a sua terceira visita a Moçambique na qualidade de chefe de Estado de Portugal.

Em 20 de maio passado, em Maputo, Marcelo Rebelo de Sousa, assegurou o empenho do primeiro-ministro, António Costa, na próxima cimeira bilateral entre Portugal e Moçambique, que considerou que “é crucial”.na agenda

Num encontro com cerca de 400 portugueses residentes em Moçambique, o chefe de Estado sustentou que as relações entre os dois países estão num “caminho excelente” e “a avançar em todas as frentes”.

Marcelo Rebelo de Sousa reiterou que, mal tome posse o novo Governo português, “será marcada a data para a cimeira” bilateral, que esteve prevista para novembro do ano passado e foi adiada devido à antecipação das eleições legislativas em Portugal.

“Nós também queremos a cimeira, é crucial a cimeira. Eu falo por mim, mas falo pelo primeiro-ministro”, afirmou o chefe de Estado, acrescentando que “a predisposição do senhor primeiro-ministro é exatamente a mesma”.

Na mesma ocasião, Marcelo Rebelo de Sousa prometeu voltar a Moçambique em agosto deste ano, para estar presente na reabertura, após restauro, da catedral de Quelimane, capital provincial da Zambézia.

Artigo anteriorPortugal vai reconstruir escolas na região ucraniana de Jitomir
Próximo artigoUcrânia: Zelensky pede participação do mundo democrático na reconstrução do país

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui