Início Conflitos Continuam as longas filas no porto inglês de Dover para atravessar o...

Continuam as longas filas no porto inglês de Dover para atravessar o Canal da Mancha

301
0

O porto de Dover, em Inglaterra, continua hoje com longas filas de veículos para atravessar o Canal da Mancha, pelo que as autoridades pedem aos passageiros que cheguem com quatro horas de antecedência, noticia a Efe.

As dificuldades para fazer a travessia no sentido para França já levaram as autoridades britânicas e francesas a trocarem acusações, com os britânicos a acusarem Paris de falta de preparação e os franceses a atribuírem as culpas ao ‘Brexit’.

“Por favor, há um tráfego intenso no controlo fronteiriço no porto de Dover. Se tiver reserva para viajar hoje, por favor, chegue com menos 3-4 horas para passar pela segurança”, está a pedir, na sua conta do Twitter, a companhia de navegação P&O Ferries, que assegura que todos os passageiros com bilhete vão embarcar no primeiro navio que partir, uma vez efetuado o ‘check in’.

Publicidade

Segundo a Efe, estima-se que perto de 3.000 camiões estejam estacionados na estrada principal para o Sudeste de Inglaterra, a M20, que dá acesso ao porto de Dover.

O responsável do Porto de Dover, Doug Bannister, admitiu, em declarações à BBC, que se esperava que hoje, o primeiro dia das férias escolares no Reino Unido, fosse “o dia mais movimentado”.

Bannister acusou, na sexta-feira, a França de não ter destacado um número suficiente de polícias fronteiriços para acelerar os controlos na fronteira, tendo dito que isso já foi feito para o dia de hoje, pelo que era pouco provável que se repetissem os mesmos engarrafamentos de trânsito de sexta-feira.

No entanto, o responsável avisou que o engarrafamento de sexta-feira ainda estava a ser aliviado e que o “grande número” de camiões na M20 poderia dificultar a operação.

Nas últimas horas, autoridades dos dois lados do Canal da Mancha têm trocado acusações, com a Secretária dos Negócios Estrangeiros britânica, Liz Truss, a criticar severamente os atrasos em Dover e a exortar o Governo francês a “agir” para acabar com as longas filas de espera.

“Esta situação terrível deveria ter sido inteiramente evitável e é inaceitável. Precisamos que a França reforce a capacidade na fronteira para limitar qualquer perturbação futura para os turistas britânicos e assegurar que esta situação terrível seja evitada no futuro”, cita a Efe.

Do lado francês, o deputado por Calais Pierre-Henri Dumont considerou que estes engarrafamentos são “consequência do ‘Brexit'” e que voltariam a acontecer a curto e médio prazo.

Dumont considerou também que o porto de Dover é demasiado pequeno e lamentou que houvesse poucos postos para o pessoal fronteiriço devido à falta de espaço.

No lado francês, a travessia do canal da Mancha não regista atrasos.

Artigo anteriorInscrição do avançado do Benfica Petar Musa desbloqueada na Liga de clubes
Próximo artigoPJ detém jovem suspeito de atear fogo no concelho da Figueira da Foz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui