Início Política Aeroporto: “É óbvio para todos” que há problemas conjunturais e estruturais na...

Aeroporto: “É óbvio para todos” que há problemas conjunturais e estruturais na Portela – ministro

83
0
O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, intervém na sua audição na Comissão de Economia, Obras Públicas, Planeamento e Habitação, na Assembleia da República, em Lisboa, 13 de julho de 2022. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

O ministro das Infraestruturas disse hoje ser “óbvio para todos” que há problemas estruturais e conjunturais no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, mas desvalorizou o ‘ranking’ da AirHelp, que o classificou como o pior.

“É óbvio para todos que nós temos problemas no Aeroporto Humberto Delgado […] conjunturais e estruturais”, afirmou o ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, que está a ser ouvido no parlamento, por requerimento do PSD, para esclarecimentos sobre os problemas nos aeroportos de Lisboa e do Porto.

No entanto, o ministro desvalorizou a classificação do ‘site’ alemão AirHelp, que divulga anualmente um ‘ranking’ mundial dos aeroportos, no qual o Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, surge na 132.ª posição, com uma avaliação geral de 5.76 em 10 pontos, entre os 132 aeroportos avaliados, ou seja, em último lugar.

Publicidade

O governante apontou que o ‘ranking’ tem várias falhas e está desatualizado, posição que tinha sido já defendida também pela ANA – Aeroportos de Portugal.

Pedro Nuno Santos disse também ser “óbvio” que a TAP é a companhia aérea com mais cancelamentos na Portela, porque “a presença da TAP no aeroporto não tem paralelo com outra companhia”.

O ministro das Infraestruturas adiantou ainda que a média de cancelamentos no aeroporto de Lisboa entre 01 e 07 de julho foi de 4,5%, sendo que a da TAP foi de 2,8%.

“Temos problemas no Aeroporto Humberto Delgado, […], temos problemas com a maior companhia aérea que opera nesse aeroporto, estamos, apesar disso, muito longe da realidade vivida pela maioria esmagadora das companhias e aeroportos por toda a Europa”, acrescentou Pedro Nuno Santos.

A audição de Pedro Nuno Santos acontece numa altura em que estão a ser cancelados vários voos, diariamente, nos aeroportos europeus, devido à falta de pessoal, greves e outros fatores externos agravantes, nomeadamente climáticos, relacionados com a covid-19 ou com imprevistos. Em Portugal, o Aeroporto Humberto Delgado tem sido especialmente afetado, com dezenas de cancelamentos diários na última semana.

Artigo anteriorLuxemburgo: Controlos de velocidades (14 julho)
Próximo artigoSporting regula relacionamento com mais uma claque

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui