Início Educação Principal liceu da Guiné-Bissau encerra devido a degradação

Principal liceu da Guiné-Bissau encerra devido a degradação

86
0

O Liceu Nacional Kwame N’Krumah, principal estabelecimento escolar da Guiné-Bissau, foi encerrado e as aulas suspensas devido ao avançado estado de degradação do edifício construído na época colonial, disse o diretor, Idrissa Cassamá.

O responsável confirmou que as aulas no liceu foram suspensas desde o dia 14 de maio por falta de condições de segurança no edifício, onde parte das estruturas já caíram devido à chuva.

“No dia 09 de maio houve um desabamento de parte de um teto. Houve pânico e os professores vieram ter comigo enquanto diretor do liceu. Pediram-me que suspendêssemos as aulas porque poderíamos estar a colocar vidas em perigo”, disse Idrissa Cassamá.

Publicidade

Os professores pretendiam diminuir os períodos letivos para apenas dois, mas após as consultas com o Ministério da Educação, com os professores do liceu e a associação de pais e encarregados de educação, as aulas, que deveriam terminar no dia 15 de julho, foram suspensas no passado dia 14 de maio, por falta de condições no edifício, adiantou.

O diretor do Kwame N’Krumah explicou que uma das estruturas principais de sustentação do telhado quebrou e “há infiltração de água a partir do teto, com a chuva todas as salas ficam inundadas” e lamentou o encurtamento do ano letivo.

Idrissa Cassamá admitiu que a situação vai obrigar a que os conteúdos dos programas não sejam cumpridos, o que, disse, “afeta muito os alunos” do liceu, que, para o ano, avisou, poderão não ter aulas conforme o plano previsto.

O responsável defendeu, contudo, que a situação do liceu Kwame N’Krumah, antigo liceu Honório Barreto, não depende do diretor ou do Ministério da Educação, mas do próprio Governo, disse.

Cassamá afirmou que desde abril que o Ministério das Finanças informou a direção do liceu sobre a aprovação de uma verba de 317 milhões de francos cfa (cerca de 483 mil euros) para a reparação do edifício principal do liceu, mas que até hoje as obras não arrancaram.

Artigo anteriorRacing Luxembourg faz a “dobradinha” nas mulheres com a conquista da Taça
Próximo artigoLuxemburgo: Crime ambiental numa floresta em Roodt

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui