Início Culturas Música Célia Leiria e Cremilda Medina na Fundação Amália Rodrigues

Célia Leiria e Cremilda Medina na Fundação Amália Rodrigues

60
0

O espetáculo que encantou Lisboa o ano passado regressa este verão para mais duas tardes de homenagem a Cesária Évora e Amália Rodrigues.

Dois países, duas vozes, dois Patrimónios Culturais Imateriais da Humanidade num espetáculo acústico ao ar livre no jardim da Casa-Museu Amália Rodrigues.

Após terem esgotado 3 sessões no ano passado, Célia Leiria no Fado e Cremilda Medina na Morna regressam ao jardim de Amália Rodrigues para mais 2 sessões em dois finais de tarde que unem Cabo Verde e Portugal no mesmo espaço através da música, com um concerto acústico, mas também da sua cultura, com a leitura de poesia cabo-verdiana e portuguesa.

Publicidade

Uma homenagem e celebração únicas ao ar livre no jardim da casa onde a eterna Rainha do Fado viveu durante quarenta e quatro anos.

A voz castiça de Célia Leiria e a voz doce de Cremilda Medina unidas no respeito e admiração mútuos entre a cultura cabo-verdiana e a cultura portuguesa.

Dados do espetáculo:

Local:

Fundação Amália Rodrigues

Jardim da Amália

Rua de São Bento, 193, 1200-803 Lisboa

Promotor:

Jardim do Fado, Lda

Classificação: M/06 anos

Bilhetes disponíveis em: https://ticketline.sapo.pt/evento/divas-fado-e-morna-64296

As intérpretes:

Célia Leiria

Natural de Santarém, Célia Leiria nasceu numa família ribateja de tradição fadista e com uma forte aptidão para as Artes. A sua paixão pela música e pelo canto despertou na infância, tendo começado a cantar fado com apenas 14 anos. Foi nestes primeiros anos que fortaleceu laços de amizade e aprendizagem com grandes nomes do fado que a incentivaram na arte da tradição fadista. Em 2001, foi convidada por Carlos Zel nas “Quartas de Fado” no Casino Estoril, ponto de partida para uma carreira que a levou a cantar nas melhores salas do nosso país e no estrangeiro. Célia Leiria canta, habitualmente, em diversas casas de fado de prestígio em Lisboa. Em 2011, lançou o seu álbum “Caminhos de Fado”.

Cremilda Medina

Nasceu e cresceu no Mindelo, ilha de São Vicente em Cabo Verde, e desde criança que a música faz parte da sua vida.

A morna, rainha dos estilos musicais de Cabo Verde, é a sua estrela guia. Tendo a cantora Cesária Évora como uma das suas principais referências, empenha-se numa carreira musical assente na tradição e valorização dos estilos tradicionais caboverdianos.

Em 2017, editou o seu primeiro disco “Folclore”, onde explora os ritmos tradicionais, em especial a morna e a coladeira, aventurando-se também no fado.

Em 2018, aquando da candidatura da morna a Património Cultural Imaterial da Humanidade, editou o single “Nôs Morna”, em dueto com Tito Paris, como forma de apoio à candidatura.

Reconhecida nacional e internacionalmente, Cremilda Medina empenhasse também na valorização e divulgação da morna, estilo musical que melhor retrata a essência do povo de Cabo Verde.

Artigo anteriorEstudo alerta para os impactos da poluição antrópica na plataforma continental do Algarve
Próximo artigoLuxemburgo: Controlos de velocidade (23 junho)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui