Início Futebol Liga Europa Sérgio Conceição quer FC Porto a “aproveitar fragilidades defensivas” do Lyon

Sérgio Conceição quer FC Porto a “aproveitar fragilidades defensivas” do Lyon

183
0
FC Porto's head coach Sergio Conceicao attends a press conference at Dragao Stadium in Porto, Portugal, 26 February 2020. FC Porto will face Bayer Leverkusen in their UEFA Europa League round of 32, 2nd leg, soccer match on 27 February 2020. FERNANDO VELUDO/LUSA

O treinador do FC Porto considerou hoje que a sua equipa pode “aproveitar algumas fragilidades defensivas” do Lyon, no embate desta quarta-feira com o conjunto francês, na primeira mão dos oitavos de final da Liga Europa de futebol.

“Tem-se apontado em França algumas fragilidades defensivas, que têm. Mas temos de olhar a equipa [do Lyon] no seu todo, perceber o que podemos aproveitar, ter algumas precauções, mas principalmente olhar para o que temos de fazer enquanto equipa”, apontou Sérgio Conceição.

O técnico portista garantiu que foi “dissecada ao máximo a qualidade coletiva e individual” deste adversário, e falou numa equipa “muito capaz”, mesmo notando no Lyon alguma instabilidade nas competições internas.

Publicidade

“No campeonato francês, está a fazer um campeonato fora daquilo que normalmente faz, pelo orçamento e qualidade que tem. Na Liga Europa tem cinco vitórias e um empate, marcando sempre mais de dois golos. É uma equipa muito capaz”, vincou Sérgio Conceição.

O treinador dos ‘dragões’ reconheceu algum desgaste físico no grupo, pelo facto do clube continuar envolvido em três competições (campeonato, Taça de Portugal e Liga Europa), partilhando algumas estratégias para contornar essa fadiga acumulada.

“Quando se faz três jogos por semana torna-se desgastante. Este treino [de hoje] foi para os jogadores menos utilizados e não utilizados no jogo com o Paços de Ferreira [na Liga]. A preparação é mais à base de vídeo, o que não aprecio tanto, porque prefiro o trabalho de campo, mas nestas situações fica mais difícil. Mas jogadores conhecem-me bem, sabem o que queremos para o jogo” partilhou.

Questionado se o FC Porto tem mais responsabilidades nesta prova, uma vez que, a par do Sevilha, é das poucas equipas na competição que já conquistou a Liga Europa (em 2003 e 2011), Sérgio Conceição apontou que isso “é história para museu”.

“Temos de olhar para o presente, representamos um clube histórico, que costuma estar na Liga dos Campeões, essa responsabilidade é normal e natural de quem representa o FC Porto. Temos de dar o máximo, andar no limite e preparar o melhor possível a equipa”, apontou o treinador dos ‘dragões’.

Sérgio Conceição foi ainda confrontado com a importância da prestação das equipas nacionais nas competições europeias, como forma de contribuir para o ranking português na UEFA, dizendo que os clubes lusos “dão, normalmente, uma excelente imagem pela forma como os jogadores, as equipas técnicas e as estruturas trabalham”.

“Fico sempre contente quando as equipas portuguesas têm bons resultados, mas tenho de me focar no nosso jogo. Estou atento ao que é o futebol, e à prestação das equipas, mas mais atento ao que temos de fazer”, afirmou o treinador.

Nesta conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Lyon, esteve também o defesa João Mário, que frisou a importância de a equipa conseguir, esta quarta-feira, uma vantagem para o jogo da segunda mão.

“O Lyon é uma equipa difícil, como a Lazio era. Têm qualidade, mas estamos mais focados em nós. Fazendo isso, estamos mais perto da vitória. Queremos começar [a eliminatória] a vencer. Cada jogo tem a sua história, vamos dar tudo para ter vantagem para a segunda mão”, disse o jovem defesa.

João Mário também reconheceu que “jogar sempre de três em três dias é difícil e desgastante”, mas reiterou a ambição do grupo para o que resta da época.

“Isso é o normal numa equipa que luta sempre por títulos. Estamos em três competições e queremos ganhá-las”, rematou.

O FC Porto recebe esta quarta-feira os franceses do Lyon, em jogo da primeira mão dos oitavos de final da Liga Europa, numa partida que está agendada para as 17:45, e que terá arbitragem do espanhol José María Sánchez.

Artigo anteriorCovid-19: Portugal com mais 15.068 casos, 32 mortes e redução de internamentos
Próximo artigoMãe e filho morrem em veículo que progenitora terá incendiado em Sines

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui