Início Futebol Liga Europa FC Porto empata em Lyon e livra-se do ‘empecilho’ Liga Europa

FC Porto empata em Lyon e livra-se do ‘empecilho’ Liga Europa

130
0

O FC Porto entrou hoje com meia equipa ‘titular’ no banco e ‘pagou-o’ com um empate 1-1 em Lyon e a eliminação nos oitavos de final da Liga Europa em futebol, um verdadeiro ‘empecilho’ nas suas ambições nacionais.

Depois da derrota caseira por 1-0, o treinador Sérgio Conceição, sem o castigado Otávio, prescindiu no ‘onze’ de João Mário, Uribe, Vítor Ferreira, Taremi e Evanilson, o que diminuiu claramente a capacidade e qualidade da equipa.

Pelo contrário, e repetindo a equipa inicial, o Lyon adiantou-se logo aos 13 minutos, por Moussa Dembélé, mas acabou traído pelas aparentes facilidades, em forma de golaço do FC Porto, num contra-ataque finalizado com estilo por Pepê, aos 27.

Publicidade

Na segunda parte, os cinco jogadores foram lançados e o FC Porto, no ‘desespero’, quase conseguiu forçar o prolongamento, aos 90+2 minutos: Fábio Vieira marcou um livre, Pepe ganhou nas alturas e Vítor Ferreira, isolado, falhou escandalosamente.

Mas, o empate não se alterou e os ‘dragões’, vencedores da prova em 2010/11, estão fora, o que Sérgio Conceição ‘agradecerá’, pois poderá concentrar todas as suas atenções no campeonato – e na Taça de Portugal -, o assumido grande objetivo ‘azul e branco’.

Em relação ao 0-1 do Dragão, Conceição mudou mais de metade da equipa, trocando João Mário, Uribe, Vítor Ferreira, Taremi e Evanilson, por opção, e o castigado Otávio por Bruno Costa, Stephen Eustáquio, Grujic, Galeno, Fábio Vieira e Toni Martínez, enquanto Peter Bosz manteve o ‘onze’ do Lyon.

Apesar da vantagem na eliminatória, os anfitriões assumiram o comando do encontro desde início e marcaram logo aos 13 minutos, com Dubois a isolar Dembélé, que, colocado em jogo por Zaidu, ganhou no corpo a corpo com Mbemba e bateu Diogo Costa.

Os gauleses ficaram ainda mais por cima no encontro e Dembélé voltou a rematar com perigo, aos 22 minutos, mas, tantas as facilidades, o Lyon começou a facilitar e, aos 27 minutos, pagou com o empate uma perda de bola.

A equipa da casa quis fazer tudo ao primeiro toque e o FC Porto recuperou a bola e lançou o contra-ataque, com Galeno a colocar em Pepe, que conduziu pelo meio, solicitou Fábio Vieira e respondeu ao passe deste com um belo remate de primeira.

Depois da igualdade, o Lyon continuou mais tempo com bola, mas o jogo equilibrou, não se registando ocasiões claras para qualquer das equipas até ao intervalo.

Após o intervalo, a equipa da casa manteve-se como ‘dona’ da bola, mas o jogo começou a mudar com as entradas, nos portistas, de João Mário e Uribe, em substituição do lesionado Bruno Costa e do ‘amarelado’ Stephen Eustáquio.

A formação portista começou a dividir mais o encontro, mas, em contra-ataque, a sua nova ‘arma’, foi o Lyon que quase chegou ao segundo golo, aos 63 minutos, com Paquetá a isolar Dembélé, que, desta vez, perdeu no frente a frente com Diogo Costa.

O Lyon lançou, depois, Aouar e Kadewere, e, aos 73 minutos, o médio testou Diogo Costa, que esteve novamente bem, antes de Sérgio Conceição apostar tudo, com as entradas de Evanilson, Taremi e Vítor Ferreira, este lançado já depois de um muito perigoso ‘tiro’ de Pepe, aos 77, a rasar o poste direito.

Com o passar dos minutos, o jogo ‘partiu-se’, com o FC Porto, já em ‘desespero’ a quase chegar ao empate aos 90+2 minutos, quando, após um livre de Fábio Vieira e um desvio de cabeça de Pepe, Vítor Ferreira falhou o mais fácil.

Até final, a melhor ocasião pertenceu aos locais, com Ekambi a isolar-se e a ser contrariado por Diogo Costa, para, na recarga, Paquetá e Kadewere ‘atropelarem-se’ e não conseguirem atirar para a baliza deserta – o brasileiro rematou por cima.

Artigo anteriorPortugal vence Suíça e adianta-se na corrida ao apuramento para Mundial de andebol
Próximo artigoVizela e Famalicão dão pontapé de saída na 27.ª jornada da I Liga

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui