Início Política Legislativas Pedro Nuno Santos: “Se Rui Rio acha que eu sou um papão,...

Pedro Nuno Santos: “Se Rui Rio acha que eu sou um papão, então só tem uma solução: votar em António Costa”

150
0
iO secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa(E) acompanhado pela sua mulher Fernanda Tadeu (E) e pelo cabeça de lista do PS por Aveiro, Pedro Nuno Santos (D) durante uma ação de campanha eleitoral em Espinho para as Eleições Legislativas 2022, 22 de janeiro de 2022. Mais de 10 milhões de eleitores residentes em Portugal e no estrangeiro constam dos cadernos eleitorais para a escolha dos 230 deputados à Assembleia da República. MIGUEL A. LOPES/LUSA

O dirigente socialista Pedro Nuno Santos afirmou hoje que, se o líder social-democrata, Rui Rio, acha que ele é um “papão”, então vote em António Costa para evitar uma alegada radicalização à esquerda do PS.

“Se o doutor Rui Rio acha que eu sou um papão, então só tem uma solução: votar em António Costa”, afirmou Pedro Nuno Santos, com o líder socialista a seu lado a reagir com uma gargalhada.

No frente a frente televisivo com António Costa, o presidente do PSD advertiu que o atual primeiro-ministro pode não formar Governo mesmo em caso de maioria relativa do PS, dando então lugar a Pedro Nuno Santos, que classificou como fazendo parte de uma ala radical à esquerda.

Publicidade

O também ministro das Infraestruturas e da Habitação falava aos jornalistas durante uma arruada na marginal de Espinho, onde acompanhou o secretário-geral do PS, António Costa.

Pedro Nuno Santos frisou que o “Governo tem objetivamente melhorado a vida das pessoas e aquilo que a direita e o PSD” prometem “é uma travagem brusca na melhoria das condições de vida dos portugueses”.

Questionado sobre o seu futuro na liderança do PS, Pedro Nuno Santos respondeu: “Por amor de Deus, estamos numa campanha muito importante com o melhor político português a candidatar-se a primeiro-ministro. O que temos de fazer é assegurar uma grande vitória no dia 30”.

À semelhança de António Costa, Pedro Nuno Santos também apelou a que os portugueses deem uma maioria absoluta ao PS, frisando que os portugueses entendem a necessidade “de uma maioria claramente reforçada” que dê estabilidade.

“Os portugueses não gostam de andarmos constantemente em eleições, e só há uma forma de nós conseguirmos garantir que o país tem estabilidade e que um Governo tem o período necessário para fazer o seu trabalho: é dando uma grande maioria ao PS, é para isso que nós estamos a trabalhar, todos concentrados”.

Interrogado se uma “grande maioria” significa “maioria absoluta”, Pedro Nuno Santos respondeu: “É maioria absoluta, é claro, é a maior maioria que nós pudermos ter, para podermos conseguir governar com estabilidade”.

Artigo anteriorRival de Angela Merkel foi eleito presidente do partido conservador alemão
Próximo artigoQuatro crianças em estado grave depois de colisão rodoviária em Palmela

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui