Início Política Vasco Cordeiro será o primeiro português a presidir ao Comité Europeu das...

Vasco Cordeiro será o primeiro português a presidir ao Comité Europeu das Regiões

108
0

O ex-presidente do Governo dos Açores Vasco Cordeiro assumirá, em meados de 2022, a presidência do Comité Europeu das Regiões, como deputado regional, tornando-se no primeiro português a liderar aquele organismo.

“É isso que está em cima da mesa, que a partir de meados do próximo ano assumirei a presidência do Comité das Regiões”, disse Vasco Cordeiro à agência Lusa, clarificando que, apesar de já não ser presidente do Governo Regional dos Açores, assumirá o cargo como “deputado regional”.

O socialista foi eleito em fevereiro de 2020 primeiro vice-presidente do Comité Europeu das Regiões, organismo onde vigora um acordo entre as duas principais famílias políticas – o Partido Socialista Europeu (PSE) e o Partido Popular Europeu (PPE) – para dividir a liderança.

Publicidade

Em meados de 2022, Vasco Cordeiro sucederá ao grego Apostolos Tzitzikostas (PPE), tornando-se o primeiro português na liderança do organismo, no qual pretende cumprir na segunda metade do mandato “as prioridades políticas aprovadas pelo Comité e que passam muito pelo fortalecimento da democracia e do diálogo”, disse numa entrevista à Lusa, em Bruxelas, onde participa na Semana Europeia das Regiões e Cidades.

As prioridades políticas definidas pelo Comité para o mandato de cinco anos, “obviamente, não são imutáveis nem estão inscritas em pedra”, ressalva Vasco Cordeiro, admitindo que durante a sua liderança estas possam “ser adaptadas àquilo que é a realidade que se vai vivendo a cada momento”.

Ou seja, às “traves mestras” Vasco Cordeiro juntará “um conjunto de outros dossiês que estão também a ser trabalhados neste momento”, mas sobre os quais o socialista ainda não se pronuncia.

Vasco Alves Cordeiro, advogado, é atualmente primeiro vice-presidente do Comité das Regiões e deputado à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, depois de dois mandatos enquanto presidente do Governo Regional daquela região autónoma.

No exercício das suas funções tem representado os Açores a nível europeu e internacional enquanto membro de organizações como o Comité das Regiões, a Assembleia das Regiões da Europa ou a R20 – Regions of Climate Action [Regiões de Ação Climática].

Defensor da urgência de enfrentar a questão da adesão dos cidadãos ao projeto europeu, tem-se igualmente dedicado ao reforço da coesão social, económica e territorial na União Europeia.

O Comité Europeu das Regiões, criado em 1994 na sequência da assinatura do Tratado de Maastricht, é a assembleia da União Europeia dos representantes regionais e locais dos 27 Estados-membros.

A Comissão Europeia, o Conselho Europeu e o Parlamento Europeu têm de consultar o comité sobre matérias relacionadas com as autoridades regionais e locais.

Artigo anteriorPrimeira edição do Tour feminino arranca da Torre Eiffel
Próximo artigoLa Palma regista maior sismo até agora de magnitude 4,5 na Escala de Richter

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here