Início COVID-19 Covid-19: Certificado digital deixa de ser exigido em restaurantes e hotéis

Covid-19: Certificado digital deixa de ser exigido em restaurantes e hotéis

100
0
O primeiro-ministro, António Costa, à chegada para anunciar as novas medidas da terceira fase do desconfinamento no briefing do Conselho de Ministros, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 23 de setembro de 2021. O primeiro-ministro anunciou hoje que a evolução positiva do país no controlo da covid-19 vai permitir que passe do atual estado de contingencia para a situação de alerta a partir de 01 de outubro. TIAGO PETINGA/LUSA

Os clientes dos restaurantes e hotéis vão deixar de ter de apresentar certificado de vacinação ou teste negativo à covid-19, de acordo com as novas regras aprovadas hoje pelo Conselho de Ministros.

A medida foi anunciada hoje pelo primeiro-ministro, António Costa, no final do Conselho de Ministros em que foi decidido que Portugal deixa a partir do dia 01 de outubro de estar em estado de contingência passando para estado de alerta e entra na terceira e última fase do plano de desconfinamento aprovado em 29 de julho.

O certificado digital é até agora exigido para o consumo de refeições no interior de restaurantes, a partir da tarde de sexta-feira e aos fins de semana e também no momento de ‘check-in’ dos clientes em alojamentos e unidades hoteleiras.

Publicidade

Na base da decisão para avançar está o facto de a ‘task-force’ estimar que na próxima fase o país atinge 85% da população com vacinação completa contra a covid-19.

Artigo anteriorCovid-19: Uso de máscaras nos recreios das escolas deixa de ser obrigatório – Governo
Próximo artigoForam instalar gás natural, acabaram a desenterrar ossadas com 800 anos no Perú

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here