Início Desporto Ciclismo Tóquio2020: França vence campeã Dinamarca e conquista o ouro no andebol

Tóquio2020: França vence campeã Dinamarca e conquista o ouro no andebol

198
0

A França conquistou hoje a medalha de ouro do torneio olímpico de andebol Tóquio2020, ao vencer por 25-23 a detentora da título e bicampeã mundial Dinamarca, ‘vingando’ a final perdida há cinco anos no Rio2016.

Após a medalha de prata no Brasil, na final perdida para a Dinamarca, a França volta a somar em Tóquio2020 um título olímpico, sendo o terceiro nas quatro últimas edições dos Jogos, depois do ouro conquistado em Londres2012 e Pequim2008.

A seleção gaulesa, que ao intervalo vencia por 14-10, não escapou a um valente susto quando parecia que tinha o jogo controlado, em que chegou a deter uma vantagem de seis golos (16-10, 17-11 e 18-12), ao permitiu à Dinamarca reduzir para apenas um, aos 22-21.

Publicidade

A França, mais eficaz e a explorar os erros dos nórdicos, assumiu o comando do marcador no início da primeira parte, aos 6-4, com um parcial de 3-0, e liderou a final até ao apito final.

Um segundo parcial de 3-0 permitiu à seleção francesa dilatar a vantagem para quatro golos aos 12-8 e atingir o intervalo a vencer pela mesma margem, aos 14-10, que dilatou para seis no início da segunda parte (16-10).

Quando a questão do vencedor parecia praticamente arrumada, dado que a cerca de 10 minutos do fim a França vencia por 20-15, a seleção dinamarquesa reagiu e fez um parcial de 6-2 que levou o marcador para a diferença mínima (22-21).

Mais tranquila, a seleção gaulesa manteve a liderança, apesar da ameaça da Dinamarca para o empate a um minuto e 30 segundos do fim do jogo, e fechou a final aos 25-23 com um golo de Ludovic Fabregas nos derradeiros segundos, que lhe permitiu festejar a conquista do ouro.

A estrela dinamarquesa Mikkel Hansen, com nove golos, foi o melhor marcador do encontro, seguido pelo seu compatriota Mathias Gidel, com seis, e do francês Nedim Remili, com cinco.

No encontro para a atribuição do terceiro lugar, a bicampeã europeia Espanha venceu o Egito por 33-31, numa partida equilibrada e decidida nos minutos finais.

Artigo anteriorMiguel Oliveira parte de 12.º para o GP da Estíria de MotoGP apesar de fissura
Próximo artigoMaria Martins encerra a participação portuguesa em Tóquio. Este domingo quer ir “prova a prova” na “adrenalina” da pista

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui