Início Saúde Covid-19: Reino Unido mostra sinais de abrandamento nas infeções

Covid-19: Reino Unido mostra sinais de abrandamento nas infeções

41
0

O Reino Unido registou 44.104 novos casos de contágio e 73 mortes de covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com os dados oficiais atualizados hoje, que mostram sinais de um abrandamento das infeções.

Na terça-feira, o Reino Unido tinha registado 46.558 novos casos e 96 mortes, o número mais alto desde 20 de março.

Os valores dos últimos dias têm vindo a descer desde um pico de 54.674 casos no sábado desta nova vaga causada pela variante Delta, em crescendo desde meados de maio.

Publicidade

Nos últimos sete dias, entre 14 e 20 de julho, a média diária foi de 52 mortes e 47.696 casos, o que corresponde a uma subida de 59,8% no número de mortes e de 35,8% no número de infeções relativamente aos sete dias anteriores.

Desde o início da pandemia, foram notificados 128.896 óbitos atribuídos a covid-19 num total de 5.563.006 infeções confirmadas no Reino Unido.

Nas passadas 24 horas foram administradas 200.314 vacinas.

Desde dezembro foram inoculadas 46.338.744 pessoas, o que corresponde a 88,1% da população adulta, e 36.404.566 pessoas, ou 69,1% da população adulta, já tem a vacinação completa.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.119.920 mortos em todo o mundo, entre mais de 191,3 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.232 pessoas e foram registados 939.622 casos de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.