Início Conflitos Duas freguesias de Penafiel vão a tribunal. Razão? Decidir a qual pertence...

Duas freguesias de Penafiel vão a tribunal. Razão? Decidir a qual pertence uma rotunda

750
0

A colocação de uma estrutura de boas-vindas relançou a discórdia entre as freguesias de Irivo e Paços de Sousa, em Penafiel, sobre os seus respetivos limites. O caso vai ser enviado para o Tribunal Administrativo.

De acordo com o Jornal de Notícias, há vários anos que as duas freguesias discutem os limites das localidades vizinhas e, nos últimos dias, a colocação de uma estrutura de boas-vindas com a inscrição “Vila de Paço de Sousa” numa rotunda, relançou a disputa. A estrutura foi, entretanto, vandalizada.

“A carta administrativa inclui a rotunda, na sua totalidade, na freguesia de Paço de Sousa e, por isso, colocamos a sinalética com a certeza de que o estávamos a fazer no nosso território”, explica Adelino Sousa, presidente da Junta de Paço de Sousa, que assegura que a sua intenção não era criar “nenhuma guerra” e que tal foi feito “sem maldade nenhuma”.

Publicidade

No entanto, os irivenses contestam a carta administrativa.

“Os irivenses sentiram-se subtraídos na sua história, lesados por ver aquele que é o seu território marcado com as insígnias de outra freguesia”, afirma José Miguel Fernandes, autarca da freguesia de Irivo, que defende que “a carta administrativa está errada” e refere que vai avançar com a decisão para o Tribunal Administrativo.

Segundo explica a publicação, o lugar em questão é popularmente conhecido como “Ermida”, pela sua proximidade com o memorial da Ermida — monumento que pertence à freguesia de Irivo. Segundo refere o autarca, “a história é clara quando define que o memorial da Ermida é de Irivo”, encontrando-se este e a rotunda na mesma delimitação da freguesia. “Isto não pode estar correto, porque o maior símbolo da freguesia fica posto em causa com esta carta administrativa”, remata.

Artigo anteriorRui Patrício está de regresso à baliza do Wolverhampton
Próximo artigoCovid-19: António Costa apela aos portugueses para que evitem convívios na Páscoa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui