Início Desporto Futebol Rúben Amorim garantiu desejo mútuo, mas lembra que o importante são os...

Rúben Amorim garantiu desejo mútuo, mas lembra que o importante são os resultados

120
0
Photo: Pedro Zenkl

O treinador de futebol do Sporting, Rúben Amorim, afirmou hoje estar feliz com o prolongamento do vínculo contratual com os ‘leões’ até 2024, frisando que o importante são os resultados diários.

Rúben Amorim, que falava em conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Santa Clara, da 22.ª jornada da I Liga, quando questionado sobre a renovação do contrato, garantiu que tudo foi decidido rapidamente.

“Ambas as partes quiseram renovar o contrato. Foi muito rápido. O Sporting estava contente comigo e estava contente com o Sporting. É confirmar o que tínhamos confirmado aqui. Aumenta o prazo. O que conta é o dia-a-dia. Os contratos valem muito pouco”, disse.

Publicidade

Para Rúben Amorim, que completa esta sexta-feira um ano desde que foi anunciado como treinador do Sporting, o balanço representa na totalidade a realidade do futebol.

“Foi um ano com altos e baixo, com momentos difíceis. Conquistamos a Taça da Liga. Trouxemos muita gente nova para a equipa. Há um ano este era um cenário difícil de imaginar (estar na liderança da I Liga). Estamos num bom momento, num bom lugar, mas que pode mudar dentro de quatro jornadas. Temos de trabalhar o máximo, jogo a jogo”, salientou.

Repetindo a mensagem que deixou no final da Taça da Liga “agora se me quiserem mandar embora têm de me pagar um pouco mais”, Rúben Amorim, que garante que o presidente é o elemento mais importante do Sporting e não o treinador, não quis traçar cenários sobre uma hipotética saída de Alvalade.

“Há mais pressão porque o clube está noutro nível. Já conheço melhor o clube e o clube conhece-me melhor. Em relação à cláusula de rescisão não vou comentar. Enquanto eu estiver feliz o dinheiro não será problema. Se me quiserem mandar embora terão de pagar tudo”, garantiu.

Para o futuro, Rúben Amorim continua a manter o foco no jogo seguinte, por isso só pensa em vencer “para ficar muito tempo no clube”.

“Temos uma ideia para o clube e passa por ser a longo prazo. É um motivo de confiança, mas sabemos que se não ganharmos ao Santa Clara tudo muda. O nosso objetivo passa por ganhar jogos, elevar a formação e ganhar títulos porque estamos no Sporting. Não muda nada. Aumentou-se a duração do contrato, mas a ambição de ganhar jogo a jogo mantém-se, concluiu.

O Sporting, líder da I Liga, com 55 pontos, recebe esta sexta-feira o Santa Clara, sétimo, com 28, em jogo da 22.ª jornada agendado para as 20:45 e que terá a arbitragem de Manuel Oliveira, da associação de futebol do Porto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.