Início Saúde Covid-19: Mortes descem rapidamente no Reino Unido com feito atribuido a vacinas

Covid-19: Mortes descem rapidamente no Reino Unido com feito atribuido a vacinas

537
0

O Reino Unido registou 343 mortes e 6.391 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, divulgou o Governo britânico, que hoje revelou que o número de óbitos está a decrescer rapidamente graças às vacinas.

“O número de mortes diárias está a reduzir para metade a cada 12 dias, mas entre os maiores de 80 anos agora está a reduzir para metade a cada 10 [dias], e embora a queda de casos de contágio esteja a desacelerar, a queda no número de mortes está a acelerar”, afirmou o ministro da Saúde, Matt Hancock, no parlamento.

O ministro disse que os números das últimas semanas mostram que “a vacina está a funcionar, reduzindo o número de mortes entre os primeiros vacinados e evitando hospitalizações” e que a estratégia de espaçar as doses com 12 semanas “está a salvar vidas”.

Publicidade

Na segunda-feira tinham sido notificadas 104 mortes, o valor mais baixo desde outubro, e 5.455 casos, embora os valores relativos ao fim de semana sejam recorrentemente mais baixos devido ao atraso no processamento administrativo.

A média dos últimos sete dias é de 284 mortes e 7.680 infeções e a taxa de incidência de 2,9 mortes e de 94,9 casos por 100 mil habitantes no mesmo período.

No total, morreram no Reino Unido 123.296 pessoas entre 4.188.400 casos de contágio confirmados desde o início da pandemia covid-19.

O balanço sobe para 140.062 mortes se forem somados os casos cujas certidões de óbito fazem referência ao novo coronavírus como fator contributivo..

Até agora, 20.478.619 pessoas receberam a primeira dose de uma vacina contra o novo coronavírus, das quais 844.098 receberam uma segunda dose, a qual é administrada com um intervalo de até 12 semanas.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.539.505 mortos no mundo, resultantes de mais de 114,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.389 pessoas dos 805.647 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Artigo anteriorCovid-19: Grécia regista o maior número de infeções diárias desde novembro
Próximo artigoTristeza e aplausos na última homenagem a Alfredo Quintana junto ao Dragão Arena

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui