Início Saúde Covid-19: Dezasseis regiões francesas, incluindo Paris, passam a confinamento total

Covid-19: Dezasseis regiões francesas, incluindo Paris, passam a confinamento total

1358
0

A região parisiense e outros departamentos em França vão entrar em confinamento total a partir de sexta-feira, deixando de ser possível viajar para outras regiões do país, mas creches e escolas continuam abertas, anunciou hoje o primeiro-ministro.

“O confinamento ao fim de semana já aplicado na região dos Alpes Marítimos e Pas-de-Calais em vigor há alguma semanas teve um efeito real, mas é insuficiente para travar a dinâmica da epidemia, que se acelera”, disse hoje o primeiro-ministro francês, Jean-Castex, em conferência de imprensa.

Assim, a região de Paris e outros departamentos nas suas imediações, totalizando 16 territórios, vão passar a um confinamento total que deve durar pelo menos quatro semanas. Esse será o tempo para controlar a evolução do vírus nestes departamentos onde os hospitais estão a atingir níveis de saturação.

Publicidade

Todos os comércios não essenciais vão encerrar, será possível sair de casa para atividades ao ar livre durante o dia mas com uma justificação e as aglomerações nos espaços públicos não são possíveis. Também não vai ser possível aos cidadãos nos departamentos afetados deslocarem-se para outras regiões.

Ao mesmo tempo, o recolher obrigatório continua em vigor, mas passa das 18:00 para as 19:00 até às 06:00.

As creches e as escolas até ao ensino básico continuam abertas, mas os liceus e as universidades que já estão em ensino à distância devem continuar.

Quanto ao trabalho, o primeiro-ministro detalhou que os trabalhadores devem passar idealmente a quatro dias de teletrabalho.

Desde o início da pandemia morreram em França 91.679 pessoas devido à covid-19 e já foram detetados 4.181.607 casos positivos.

Artigo anteriorLE: Tottenham e Mourinho humilhados na Croácia, Paulo Fonseca fica sozinho
Próximo artigoCovid-19: Portugal vai retomar uso da vacina da AstraZeneca

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here