Início Saúde Covid-19: Alemanha regista 4.252 novos casos e 255 mortos em 24 horas

Covid-19: Alemanha regista 4.252 novos casos e 255 mortos em 24 horas

409
0

A Alemanha registou 4.252 novas infeções pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, cerca de 300 mais do que há uma semana, e 255 mortes, segundo o mais recente balanço do Instituto Robert Koch (RKI).

Segundo o RKI, a incidência acumulada em sete dias é de 67,5 casos novos por 100.000 habitantes, perante os 68,0 de segunda-feira e 65,4 da semana anterior.

O pico de incidência foi registado em 22 de dezembro com 197,6 novas infeções por 100.000 habitantes numa semana e em 28 de janeiro caiu para menos de 100 pela primeira vez em três meses.

Publicidade

O número máximo de infeções foi registado em 18 de dezembro com 33.777 novas infeções num dia e o número de óbitos em 14 de janeiro, com 1.244.

O número de positivos desde o início da pandemia totaliza 2.509.445, dos quais cerca de 2.319.600 são pacientes recuperados, e o número de óbitos é de 72.189.

O RKI estima que os casos ativos atualmente totalizem cerca de 117.700.

Nas unidades de terapia intensiva, 2.865 pacientes com covid-19 foram internados na segunda-feira, dos quais 1.599 (56% e 15 a mais em comparação com domingo) precisam de respiração assistida, segundo dados da Associação Interdisciplinar Alemã Terapia Intensiva e Medicina de Emergência (DIVI).

Até segunda-feira, 2.484.408 pessoas tinham recebido as duas doses da vacina, o que corresponde a uma cota de 3,0%, e 5.170.215 (6,2%), apenas uma dose.

Alemanha reabriu na segunda-feira algum comércio não essencial, após quase três meses de encerramento, e permitirá reuniões privadas de até cinco pessoas em residências, num primeiro passo tímido para diminuir as restrições devido à pandemia.

Depois de uma fase em que as infeções tendiam a cair, o que poderia ser resultado das restrições impostas pelo Governo há três meses, a tendência parece agora se ter invertido.

No momento, uma ligeira tendência de aumento é observada, o que tem sido atribuído à presença das novas variantes do vírus.

Apesar da tendência de aumento das infeções, iniciou-se uma estratégia de flexibilização das restrições, embora com uma espécie de travão de emergência caso a incidência semanal volte a ultrapassar as 100 infeções por 100.000 habitantes.

O plano prevê que em duas semanas seja feita uma segunda etapa da flexibilização das restrições, que também beneficiaria a gastronomia ao ar livre, mas tudo depende de como evoluem os números, já que nenhuma flexibilização pode ser aplicada com incidência superior a 100 infeções por 100.000 habitantes.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.593.872 mortos no mundo, resultantes de mais de 116,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Artigo anteriorLuxemburgo: Controlos de velocidade (9 março)
Próximo artigoCombater a obesidade e o excesso de peso com a ajuda do telemóvel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui