Início Política Portugal formaliza recandidatura de Guterres à liderança da ONU

Portugal formaliza recandidatura de Guterres à liderança da ONU

238
0
O primeiro-ministro, António Costa, faz uma declaração sobre a formalização da recandidatura de António Guterres a secretário geral das Nações Unidas, cargo que ocupa desde 2017, na residência oficial do primeiro-ministro, em Lisboa, 24 de fevereiro de 2021. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

O Governo português formalizou hoje a recandidatura de António Guterres para um segundo mandato de cinco anos como secretário-geral da ONU.

O primeiro-ministro, António Costa, assinou hoje a carta a formalizar a proposta do executivo português, documento endereçado ao presidente da Assembleia-Geral da ONU e à presidência do Conselho de Segurança, este mês assegurada pelo Reino Unido.

Numa breve declaração aos jornalistas, o primeiro-ministro salientou a “liderança firme” de Guterres em cinco anos “particularmente difíceis” e a importância de reforçar as organizações multilaterais perante os grandes desafios comuns e as “causas comuns” da atualidade.

Publicidade

O mandato de cinco anos de Guterres, que assumiu o cargo de secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em janeiro de 2017, termina no final deste ano, a 31 de dezembro.

Aclamado pelos 193 Estados-membros da Assembleia-Geral da ONU para o cargo de secretário-geral em 13 de outubro de 2016, António Guterres anunciou, em janeiro último, a sua disponibilidade para cumprir um segundo mandato de cinco anos no período de 2022-2026.

As Nações Unidas deram início este mês ao processo formal de seleção do próximo secretário-geral da organização, ao pedirem aos 193 Estados-membros que submetessem os nomes de candidatos ao cargo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.