Início Política OGBL/Departamento dos Pensionistas: “Impõe-se uma mudança profunda na política de saúde pública”

OGBL/Departamento dos Pensionistas: “Impõe-se uma mudança profunda na política de saúde pública”

320
0
Foto: OGBL

Reunido em 11 de fevereiro de 2021, o Departamento dos Pensionistas da OGBL fez uma análise da situação dos idosos e faz questão de expressar a sua gratidão a todos aqueles que apoiaram e continuam a apoiar este grupo da população particularmente afetada pela covid-19 e as medidas sanitárias tomadas pelas autoridades públicas para travar a propagação desta doença infeciosa e perigosa, particularmente entre os idosos.

O Departamento dos Pensionistas da OGBL considera que é necessária uma aceleração da oferta da vacinação normal para ultrapassar o mais rapidamente possível as restrições sanitárias e outras impostas, que podem, a longo prazo, vir a criar outros problemas de saúde, nomeadamente psicológicos, mas também problemas sociais e económicos para vastas camadas da população. Por esta razão, é importante monitorizar os efeitos das medidas sanitárias postas em prática e não só medir o seu impacto na propagação do agente infecioso, o vírus responsável pela doença, mas também ter em conta o seu impacto social e económico nas condições de vida e de trabalho, e no estado geral de saúde dos vários grupos de população. Neste contexto, deve ser dada especial atenção à situação dos jovens, dos trabalhadores em empregos precários e dos trabalhadores mais expostos a riscos sanitários.

É, desde já, óbvio que é necessária uma mudança profunda na política de saúde pública. A saúde pública é um serviço público de interesse geral que deve deixar de estar sujeito às leis do mercado, à eficiência económica a curto prazo ou, pior ainda, ao lucro.

Publicidade

O sistema de saúde, e mais particularmente o sistema hospitalar, deve ser capaz de fazer face a situações excecionais. É melhor ter um sistema com sobrecapacidade do que um sistema com subcapacidade. Este deve ser capaz de reagir em caso de catástrofe ou de emergência sanitária e não estar sujeito a um sistema essencialmente contabilístico e a um planeamento burocrático ditado por restrições orçamentais, que em toda a União Europeia e também no Luxemburgo levaram a uma redução das camas hospitalares, a infraestruturas inadequadas ou mesmo insuficientes e a uma escassez de pessoal médico e de enfermagem. Há anos que os profissionais da saúde em muitos países da União Europeia fazem soar o alarme. Há uma necessidade urgente de uma mudança de direção, de um investimento urgente e massivo em pessoal e infraestruturas. Não o fazer seria de uma irresponsabilidade flagrante.

O Departamento dos Pensionistas da OGBL acredita que a situação atual também revela as insuficiências e deficiências que continuam a existir nos nossos lares de idosos e casas de repouso, bem como no nosso sistema de apoio a pessoas dependentes. Esta questão merece uma análise profunda para melhorar o funcionamento e as prestações dos nossos lares de terceira idade, casas de repouso e o bem-estar das pessoas que beneficiam do seguro-dependência.

Para evitar o isolamento dos idosos nos lares da terceira idade e para facilitar o contato com as suas famílias, o Departamento dos Pensionistas da OGBL exige que sejam dispensados urgentemente testes rápidos durante as visitas.

O Departamento dos Pensionistas da OGBL também estima que o aumento da digitalização da nossa sociedade coloca dificuldades particulares aos idosos, e sobretudo aos mais idosos. O apoio às pessoas idosas que necessitam de ajuda na utilização de novas ferramentas digitais continua necessário. Mas para além deste apoio, o acesso direto aos serviços públicos e aos serviços financeiros deve continuar a ser garantido.

A crise económica e social que estamos a atravessar exige respostas adequadas. As propostas da OGBL apresentadas no verão de 2020 para uma saída da crise continuam relevantes e pertinentes.

Neste contexto, o Departamento dos Pensionistas da OGBL recorda a necessidade de proteger o nosso sistema de seguro de pensões e as suas prestações, que visam não só a proteção social, mas são igualmente um bem económico para ultrapassar a crise atual. O Departamento dos Pensionistas recorda as críticas da OGBL relativamente à reforma das pensões de 2013 e expressa o seu apoio às propostas concretas da CSL que visam proteger e melhorar os benefícios do nosso sistema, em particular em favor da pensão de base.

Comunicado pela OGBL

19 de fevereiro de 2021

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.