Início Culturas Música Morreu o rapper e produtor britânico MF Doom

Morreu o rapper e produtor britânico MF Doom

452
0

O rapper e produtor britânico MF Doom, um dos mais respeitados nomes do hip hop, morreu em outubro aos 49 anos, mas a informação só foi revelada na quinta-feira pela família.

Numa mensagem publicada nas redes sociais, a mulher, Jasmine, revelou que o músico morreu a 31 de outubro com 49 anos, mas não foi divulgada a causa da morte.

A revista Rolling Stone descreve-o como o “esquivo e misterioso bardo do hip hop”, autor de “rimas impossivelmente intrincadas” e um dos mais respeitados nomes da cultura hip hop, onde entrou em finais dos anos 1980.

Publicidade

MF Doom é o alter ego do músico Daniel Dumile, nascido em Londres em 1971, criado em Nova Iorque e cujo percurso no hip hop se dá com o irmão, DJ Subroc, através do trio KMD, no qual assinava ainda como Zev Love X.

O projeto só duraria até 1993, ano em que morreu o irmão e que levou também Daniel Dumile a desaparecer do espaço público.

Só regressaria em finais dessa década, com uma máscara a tapar o rosto, semelhante à do vilão Doctor Doom, de histórias de BD da Marvel, e com o álbum “Operation: Doomsday” (1999).

No obituário, tanto a Rolling Stone como o jornal The Guardian recordam que o período mais prolífico do músico foi na viragem do século, entre 2003 e 2005, usando outros pseudónimos, entre os os King Geedorah e Viktor Vaughn, justificados por uma vontade artística dinâmica de ter várias personagens.

Da produção musical de MF Doom, a crítica destaca o álbum “Madvillainy”, lançado em 2004, feito com o produtor Madlib, e considerado um dos melhores dessa década.

A lista de colaborações atesta ainda a relação de MF Doom dentro e fora do hip hop, juntanto trabalho com nomes como Danger Mouse, o rapper Ghostface Killah (Wu-Tang Clan), Flying Lotus, The Avalanches, e ainda Thom Yorke e Jonny Greenwood, dos Radiohead.

O sexto e último álbum do rapper saiu em 2009 com o título “Born like this” e com o pseudónimo Doom.

Artigo anteriorMorreu o fadista Carlos do Carmo
Próximo artigoMadeira assinalou passagem de ano com oito minutos de fogo de artifício

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui