Início Sem categoria Conselheiro das comunidades demite-se devido a “problemas graves” em Toulouse

Conselheiro das comunidades demite-se devido a “problemas graves” em Toulouse

284
0
Foto: Lusojornal

António Capela, conselheiro das comunidades eleito por Toulouse, demitiu-se esta semana do seu cargo devido à espera de mais de cinco semanas registada para obter documentos e a falta de pelouro social no vice-consulado de Toulouse.

“A partir do momento em que há discordâncias importantes e atualmente há problemas graves com os portugueses em Toulouse, tinha de me demitir”, disse António Capela em declarações à agência Lusa.

O anúncio da sua demissão foi feito através das redes sociais e, segundo António Capela, depois de vários esforços para chamar a atenção das autoridades nacionais para os problemas da comunidade portuguesa em Toulouse.

Publicidade

Um dos problemas é o atraso nas marcações para conseguir documentos como o cartão do cidadão ou passaporte ou apenas para conseguir alguma informação ligando para o vice-consulado.

“Fiz uma reunião com o vice-cônsul, pedi para ele fazer um esforço e tentar que os funcionários fizessem horas extra ou outra solução porque não podia continuar assim. E disseram-me que não havia nada a fazer”, contou o ex-conselheiro.

Segundo António Capela, há quem ligue “20 vezes por dia” sem conseguir ver as suas dúvidas esclarecidas e para um pedido de passaporte urgente há quem compre os bilhetes antes de ter o documento para comprovar a urgência.

Quanto à necessidade de um funcionário que cubra o pelouro social no vice-consulado, a resposta também foi sempre negativa.

“Tentei falar com eles antes da pandemia, porque em Toulouse estamos com pessoas com grandes necessidades de assistência social, e não tive sucesso”, relatou.

António Capela alega ainda que nunca lhe foram transmitidos os dados consulares de Toulouse que poderiam ajudar a justificar a contratação de mais pessoal consular ou do reforço das horas de atendimento.

Membro ativo da comunidade portuguesa, o ex-conselheiro, promete não abandonar a causa da comunidade portuguesa.

“Tudo que tenho feito em França, foi sempre ligado à comunidade portuguesa. Nem tenho nacionalidade francesa. Os portugueses passam antes de tudo”, concluiu.

No seu lugar fica agora Carolina Amado e a eleição dos Conselheiros da Comunidades, que representam a comunidade portuguesa em todo o mundo junto das autoridades nacionais, devem realizar-se em setembro de 2021, após vários adiamentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.