Início Sci-Tech Ciência Investigadora da Escola das Artes conquista prémio Europa Nostra

Investigadora da Escola das Artes conquista prémio Europa Nostra

107
0

Ana Galán integra Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes da Católica, onde estuda conservação de património trágico

A exposição “Auschwitz. Not Long Ago. Not Far Away.”, que marca o 75º aniversário da libertação do maior campo de concentração nazi, acaba de ser galardoada com mais um prémio Europa Nostra. Depois de ter recebido um prémio na categoria Património Europeu, a instalação foi um dos três projetos que receberam o Grande Prémio do Público. O trabalho resulta da colaboração entre duas entidades europeias – a Musealia e o Museu Estatal de Auschwitz-Birkenau – e conta com Ana Galán, investigadora que integra a empresa Musealia e é docente na Universidade Complutense de Madrid.

Neste âmbito, refira-se que Ana Galán, que está a realizar um pós-doutoramento no Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes (CITAR) da Universidade Católica Portuguesa, é responsável pela conservação da coleção que integra a exposição itinerante, cujo tema se enquadra no trabalho que tem desenvolvido no CITAR – incluindo uma estadia de investigação nos departamentos de Coleções e Preservação do Museu de Auschwitz-Birkenau entre outubro e novembro.

Publicidade

O objetivo deste trabalho é aprofundar o conhecimento das coleções do Holocausto, conhecer os parâmetros para construir o significado de cada elemento do acervo do Museu, conhecer os critérios de conservação do património trágico e acompanhar o processo de conservação-restauro de algumas peças.

Estudo de Ana Galán dedica-se à conservação de património trágico

Desde 2019, e enquanto investigadora integrada no CITAR, Ana Galán tem em desenvolvimento um pós-doutoramento que procura definir parâmetros de significância e indicadores de risco no património trágico, bem como estratégias de conservação preventiva de património desta natureza quando exposto, sofrendo o ciclo de uma exposição temporária: manuseio, armazenamento, transporte e instalação.

Recorde-se que o CITAR desenvolve investigação artística baseada em práticas e conceitos inscritos nos impulsos humanos da nossa era pós-digital, nos desafios e possibilidades das artes digitais e das “digital humanities”, em articulação com os processos e tecnologias das artes analógicas. Os objetivos e pesquisas deste Centro de Investigação da Católica estão articulados em quatro focos de investigação: Som e Música, “New Media Art”, Cinema e Arte Cinemática, Património e Conservação-Restauro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.