Início Saúde Samba não sai à rua em 2021. Carnaval do Rio adiado indefinidamente

Samba não sai à rua em 2021. Carnaval do Rio adiado indefinidamente

193
0

O carnaval carioca, agendado para fevereiro, foi adiado sem data prevista para regresso. A decisão da organização prende-se pelo facto de a pandemia de Covid-19 ainda estar muito ativa no Brasil. É a primeira vez desde 1912 que não se realiza o festejo.

É a primeira vez num século que o samba não sai à rua, mas não a única na história.

imprensa brasileira avança que o Carnaval do Rio de Janeiro vai ser adiado. A organização diz que as escolas de samba não terão tempo nem recursos financeiros e organizacionais para pôr em marcha o carnaval, pelo qual o Brasil é conhecido mundialmente.

Publicidade

Em julho deste ano, várias escolas de samba já tinham recusado desfilar no Carnaval, que iria acontecer em fevereiro de 2021, se ainda não houvesse uma vacina contra a Covid-19. A organização vai procurar alternativas.

O Brasil contabiliza 4,6 milhões de casos e 139 mil mortes à data. O Rio de Janeiro é o quarto estado brasileiro com maior número de infeções, quase 258 mil.

A última vez que o Carnaval foi suspenso foi em 1912, mas antes, em 1892, também não se realizou.

Em 1892, o Ministro do Interior mudou a data oficial para 26 de junho. Em causa, como escreve o Globo, estava o lixo gerado pelas festas, que em nada se assemelhavam ao glamoroso carnaval de agora. Na época, o divertimento vinha de fatos divertidos que as pessoas vestiam para atirar farinha, água e até dejetos humanos, como conta José Maurício Conrado, especialista em Carnaval e professor de Marketing na Universidade Presbiteriana Mackenzie.

A decisão oficial era mudar o carnaval de fevereiro para junho, um mês “mais saudável”. Mas a população não respeitou a mudança e celebrou nas duas datas. Por isso, houve carnaval duas vezes nesse ano.

O segundo adiamento teve como motivo o falecimento do então Ministro das Relações Exteriores — o equivalente a Ministro dos Negócios Estrangeiros — José Maria da Silva Paranhos Júnior, que era muito popular entre os brasileiros.

O carnaval desse ano foi, assim, adiado de fevereiro para abril. Era um intervalo de dois meses, mas mesmo assim houve festejos nas duas datas: na antiga e naquela para que foi adiada.

A preocupação do professor Conrado para este ano é de que se festeje o carnaval como nestas vezes em que foi adiado: por duas vezes, em fevereiro e na data que ainda não foi definida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.