Início Mundo América Analistas referem que a pandemia de Covid-19 veio agravar a crise entre...

Analistas referem que a pandemia de Covid-19 veio agravar a crise entre os EUA e a China

327
0
Foto: EPA/ROMAN PILIPEY
As tensões entre os Estados Unidos e a China aumentaram de tom, por causa de acusações mútuas sobre a gestão da pandemia de covid-19, mas os analistas consideram que as razões das divergências são mais profundas.

De acordo com dados do Rhodium Group, um grupo de análise económica independente, o investimento chinês nos Estados Unidos caiu para cinco mil milhões de dólares (cerca de 4,4 mil milhões de euros), em 2019, o valor mais baixo da última década, refletindo o clima de desconfiança política entre os dois países.

A guerra comercial que separa Estados Unidos e a China já dura há mais de dois anos, com uma escalada de sanções económicas que parecia ter abrandado, no início deste ano, com a assinatura da primeira fase de um novo acordo e com declarações pacificadoras do Presidente norte-americano Donald Trump e do seu homólogo chinês, Xi Jinping.

Mas com o eclodir da pandemia de covid-19, regressaram as críticas mútuas, com Trump a denunciar o que chamou de silenciamento inicial dos riscos da propagação do novo coronavírus por parte de Pequim e com o Governo chinês a deixar a entender que o início da crise sanitária pode ter acontecido como consequência de uma viagem de um equipa desportiva do exército norte-americano a Wuahn, origem da pandemia, em outubro do ano passado.

Publicidade

Os analistas olham para o endurecimento da retórica diplomática entre os dois países como um pretexto para amplificarem divergências e revelarem feridas que são profundas e que não cicatrizam com crises globais, bem pelo contrário.

Fonte: Lusa

Artigo anteriorEsch/Alzette: Jogador do CS Fola com Covid-19!
Próximo artigoPortugal/Covid-19: Mais 300 infetados e 2 mortes nas últimas 24 horas!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui