Início Mundo América LeBron James incentiva Afro-americanos a votarem

LeBron James incentiva Afro-americanos a votarem

348
0
LeBron James, 16 de maio de 2020. (photo: AFP)
A estrela do basquetebol LeBron James anunciou quarta-feira que, juntamente com outros desportistas, está a criar uma associação para promover o voto dos cidadãos Afro-americanos na véspera das eleições presidenciais, uma vez que o país tem sofrido um movido crescente contra a discriminação racial. “Está na hora de finalmente fazermos a diferença”, disse LeBron James numa entrevista ao The New York Times.

A associação, intitulada “More Than a Vote”, pretende incentivar os afro-americanos a inscreverem-se para votar e irem às urnas nas eleições de 3 de novembro. Tem como objetivo também combater tudo o que possa dificultar a capacidade de voto dos eleitores negros.

“Sim, queremos que vá votar, mas também queremos mostrar como o fazer”, explicou a estrela da NBA. “Vamos explicar-vos como votar e vamos apontar para o que estão a fazer, por outro lado, para vos impedir de votar”, acrescentou.

Redes sociais 

LeBron James, que tem mais de 136 milhões de seguidores nas suas contas de Twitter, Facebook e Instagram, disse que iria usar as redes sociais para denunciar tentativas de interferir nos direitos de voto das minorias do país. Financiada pessoalmente pelo “King James”, a associação irá incluir entre os seus membros outros desportistas, como os jogadores de basquetebol Trae Young e Jalen Rose, o futebolista norte-americano Alvin Kamara ou celebridades como o comediante Kevin Hart, que assistiu à cerimónia de homenagem a George Floyd, em Minneapolis, no início de junho.

Publicidade

A organização irá trabalhar com outras associações de voto, como We All Vote e Fair Fight, de acordo com o Diário de Nova Iorque. A iniciativa surge na altura em que a morte de George Floyd, um afro-americano de 46 anos, asfixiado por um polícia branco que lhe prendeu o joelho ao pescoço, no dia 25 de maio, desencadeou protestos em todo o país contra o racismo, a desigualdade e a violência das autoridades.


Revolta

LeBron James, tal como muitas personalidades do basquetebol americano, tinha expressado a sua revolta e indignação com esta atuação abusiva da polícia no Instagram, transmitindo as últimas palavras de George Floyd “I can’t breathe”. A estrela dos Los Angeles Lakers, conhecida pelo seu compromisso político, prestou o seu apoio à candidata democrata Hillary Clinton durante a campanha presidencial de 2016.

Através da sua Fundação, Família LeBron James, o basquetebolista também financia a educação universitária de estudantes do ensino secundário de bairros desfavorecidos e implementou um programa de apoio escolar. Além disso, o desportista detém de uma produtora que irá produzir um documentário sobre os violentos motins raciais em Tulsa, Oklahoma, onde os historiadores estimam que cerca de 300 afro-americanos foram mortos em 1921.

Artigo anterior10 Junho: Data atiça chama de portugalidade a lusodescendentes do Canadá – conselheiro
Próximo artigoCovid-19: Rússia ultrapassa os 500 mil infetados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui