Início Saúde Covid-19: Presidente da República admite 20 ou 30 mil infetados até 17...

Covid-19: Presidente da República admite 20 ou 30 mil infetados até 17 de abril

307
0

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu hoje que Portugal possa registar um número na ordem dos 20 ou 30 mil infetados com o novo coronavírus até 17 de abril.

“Sejamos verdadeiros: vai custar a ver os números de infetados atingir as duas ou três dezenas de milhares até ao dia 17? Vai. Mas o que importa é saber que o número de testes está a aumentar e bem, e que isso significa detetar mais infetados, que a maioria deles não é grave”, afirmou o chefe de Estado.

Numa comunicação ao país, a partir do Palácio de Belém, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa considerou que “sobretudo que o que vai fazer a diferença é a percentagem de crescimento diário”, referindo que “uma percentagem a descer é o surto a quebrar e a aproximar-se a viragem irreversível”.

Publicidade

“Tem sido e continuará a ser uma mudança radical na nossa vida? Tem sido e terá de ser por mais umas semanas. Mas o que importa é sabermos que essa mudança pode valer muitas dezenas de milhares de vidas salvas”, defendeu.

No início desta declaração, o chefe de Estado anunciou que acabar de decretar a renovação do estado de emergência em Portugal por novo período de 15 dias, até 17 de abril.

O Presidente da República terminou esta comunicação ao país com uma palavra especial “para os que sofreram ou ainda sofrem com a pandemia e para aqueles que nela morreram sós e sem despedida e para as suas famílias”.

“Nós não os esquecemos, e é por eles e pelos milhões e milhões que somos que nos comprometemos a vencer esta segunda fase, assim permitindo vencer o maior desafio da vida de todos nós”, acrescentou.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 940 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 47 mil.

Em Portugal registaram-se 209 mortes associadas à covid-19 e 9.034 casos de infeção confirmados, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.