Início Refugiados Alemanha quer alargar acordo sobre ilegais a países do norte de África

Alemanha quer alargar acordo sobre ilegais a países do norte de África

938
0

O ministro alemão do Interior admite a criação de um acordo com os países do norte de África idêntico ao que foi assinado entre a União Europeia (UE) e Turquia para expulsar quem imigre de forma ilegal pela rota do Mediterrâneo, noticia a agência EFE.

“Se voltarem a chegar mais pessoas por esta rota, teremos que buscar soluções similares à alcançada com a Turquia e iniciar negociações com os países do norte de África”, indicou Thomas de Maizière, em declarações à edição de domingo do “Tagesspiegel am Sonntag”.

Segundo Maiziére, seriam instalados, por exemplo, centros de acolhimento no norte de África para refugiados que são expulsos desde Itália e, em contrapartida, haveria uma ajuda humanitária a esse país norte-africano.

Publicidade

O ministro lembrou que desde o encerramento da rota dos Balcãs e após o acordo com a Turquia, em março só cruzaram diariamente a fronteira austro-alemã cerca de 140 refugiados.

Entretanto, um porta-voz do Ministério do Interior alemão confirmou a chegada na segunda-feira àquele país de 40 refugiados sírios em resultado do acordo UE-Turquia.

Trata-se principalmente de famílias com filhos, que chegarão ao aeroporto de Hannover em dois voos regulados e serão transferidos para um centro de acolhimento provisório na localidade de Friedland, na Baixa Saxónia (noroeste do país). Daí, serão repartidos posteriormente para diferentes locais.

Segundo o acordo, em vigor desde 20 de março, a Turquia compromete-se a receber de volta os imigrantes e refugiados que cheguem de forma clandestina às costas gregas.

De Maiziére insistiu na defesa da futura lei da integração que recusará residência permanente aos refugiados que se recusem a integrar na sociedade, observando que os refugiados devem ter os mesmos direitos e os mesmos deveres que qualquer outro estrangeiro.

Artigo anteriorBruxelas/Atentados: Aeroporto de Zaventem reabriu com voo rumo a Faro
Próximo artigoInstruções da Air France para tripulação feminina que voe para Teerão geram polémica

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui