Início Educação Universidade de Coimbra quer criar rede de embaixadores nos países lusófonos

Universidade de Coimbra quer criar rede de embaixadores nos países lusófonos

1223
0

A Universidade de Coimbra (UC) quer criar uma rede de embaixadores nos países de língua portuguesa, informou hoje vice-reitora, depois de a instituição ter anunciado a artista brasileira Adriana Calcanhotto como embaixadora da UC.

O reitor da Universidade de Coimbra (UC), João Gabriel Silva, anunciou na sexta-feira que a cantora e compositora brasileira Adriana Calcanhotto vai ser embaixadora da Universidade de Coimbra, no decorrer do encerramento do Congresso Internacional “Língua Portuguesa: Uma Língua de Futuro”, em que a artista deu um concerto na Biblioteca Joanina, apenas para convidados.

“Não queremos ficar por aqui. Criar uma rede de embaixadores nos países de língua oficial portuguesa será o próximo passo”, disse à agência Lusa a vice-reitora Clara Almeida Santos.

Publicidade

A nomeação de Adriana Calcanhotto para ser embaixadora da UC surgiu no âmbito da preparação do concerto na Biblioteca Joanina, a 04 de dezembro, afirmou Clara Almeida Santos, recordando também os elogios que a música brasileira já tinha tecido à Universidade de Coimbra, na sua coluna de opinião no jornal O Globo.

A partir de agora, há a perspetiva de participação de Adriana Calcanhotto “em iniciativas de promoção da Universidade de Coimbra” e em torno “da língua e cultura portuguesas” no Brasil, explanou.

Clara Almeida Santos referiu ainda que esta aposta na figura de embaixadores está relacionada com a própria estratégia de internacionalização da Universidade de Coimbra através da língua portuguesa.

A Universidade de Coimbra conta atualmente com 3.769 estudantes de mais de 80 nacionalidades, em regime de mobilidade e através do estatuto de estudante internacional, e tem como objetivo chegar aos seis mil.

A nacionalidade mais representada é o Brasil, com 2.023 alunos.

Artigo anteriorAtacante do metro de Londres associado ao Estado Islâmico
Próximo artigoCenteno diz em Bruxelas que meta do défice é “muito importante para o país”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui