Início Culturas Arte urbana estende-se para o interior e intervém no concelho de Penela

Arte urbana estende-se para o interior e intervém no concelho de Penela

660
0

Cinco artistas de arte urbana da plataforma Urban-Art vão participar no fim de semana numa iniciativa no concelho de Penela, no distrito de Coimbra, que pretende deslocalizar das cidades para o interior aquele estilo artístico baseado na grafite.

Segundo explicou hoje à agência Lusa Otávio Pinho, os artistas vão acompanhados das famílias e, no sábado, vão pintar uma placa junto ao Presépio de Penela e um mural na Quinta das Pontes, na localidade de Espinhal, numa iniciativa aberta à participação da comunidade local.

“Neste caso, não serão os artistas a executar as obras sozinhos, mas com a ajuda dos seus filhos, numa participação especial de 16 crianças, com idades entre 1 e 11 anos, e de pessoas da comunidade que se queiram associar”, disse o mentor da Urban-Art.

Publicidade

O artista revelou que a ideia de trazer a arte urbana para a localidade do Espinhal partiu do proprietário da Quinta das Pontes, um espaço com mais de 400 anos, em fase de recuperação, para onde está prevista a instalação de um hostel.

“Lançaram-nos o desafio para decorar a fachada e o interior dos quartos e camaratas sob o tema dos elementos “terra, ar, água e fogo”, disse Otávio Pinho, salientando que o fim de semana vai ser aproveitado para estudar a intervenção.

Durante os dois dias, os artistas vão ficar hospedados na Quinta das Pontes com o “objetivo de se inspirarem para a revitalização do espaço, num conceito de ‘pousada” ecológica, de criação permanente, num ambiente comunitário e familiar”, que será efetuada no próximo ano.

“A Quinta das Pontes tem mais de quatro séculos de história e a sua recuperação revela-se um desafio muito interessante. Ao mesmo tempo, o convite para esta intervenção é também um reflexo da forma como o país começa a encarar a arte urbana, tanto nas grandes cidades como agora no interior de Portugal”, considera Otávio Pinho.

A Quinta das Pontes, segundo os seus responsáveis, prepara-se para apostar no setor turístico e de lazer e tornar-se num espaço para artistas, bem como num centro de incubação dedicado à educação e à cultura.

A Urban-Art é um projeto lançado no primeiro trimestre do ano, que convida os artistas nacionais e internacionais a exibirem os seus trabalhos e a participarem na tarefa de transportar para “os interiores do que de melhor há na arte urbana e as criações dos melhores artistas”.

 

Artigo anteriorNum zoo russo, o tigre Amour torna-se amigo da cabra Timour
Próximo artigoConcorrência dá luz verde à venda de 50% da galeria comercial do Alegro Setúbal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui