Início Economia Vaticano é acusado de má gestão e desvio de doações em novo...

Vaticano é acusado de má gestão e desvio de doações em novo ‘Vatileaks’

1125
0
COMBO Avarizia - Via Crucis

O jornalista italiano Emiliano Fittipaldi, autor de “Avarizia”, um livro com documentos secretos do Vaticano que deu origem à detenção do sacerdote espanhol Lucio Vallejo Balda, diz que o papa “está bastante sozinho”.

“Espero que este livro mostre a todos que reformas é necessário fazer na Igreja, não só reformas estruturais ou a criação um novo dicastério (tribunal), mas o caminho para a verdadeira transparência”, disse Fittipaldi aos jornalistas.

“A Igreja Universal tem um compromisso moral e ético, sobretudo para com os crentes, mas também para os não-crentes e agnósticos. Espero que o papa Francisco consiga. Devo dizer que está bastante sozinho”, acrescentou.

Publicidade

Familiares pagam beatificações

No livro que publica esta semana e que contém documentos secretos do Vaticano — a fuga de informação já foi apelidada de Vatileaks” — Fittipaldi refere que nos processos de canonização se cobra aos familiares dos candidatos a beatos ou santos.

“Há alguns casos em que os parentes das pessoas que foram mortas e que estão à espera de ser beatificados ou canonizados podem pagar até 200.000, 300.000 ou 400.000 euros”, declarou.

O jornalista relatou que, em 2010, a maior fatia do dinheiro que se recolheu com o Óbolo de São Pedro, a instituição que gere as obras de caridade do papa, foi destinada a “gastos ordinários e extraordinários de decastérios e instituições da Cúria Romana” e não aos mais necessitados.

Fittipaldi mostrou-se surpreendido por ter descoberto que esse fundo de beneficiência tinha, no final do ano de 2010, cerca de 378 milhões de euros, que deveriam ter sido aplicados. “Quando descubro que estes fundos não estão a ser utilizados em obras de beneficiência, mas em outros fins, a coisa surpreende-me ainda mais”, concluiu.

Artigo anteriorBuild up your life! Um ateliê criAtivo para jovens à procura de orientação pessoal e profissional
Próximo artigoLuxemburgo: Exposição “Euroscope” no Cercle Cité

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui